Patrão de Armindo chocado com a morte do funcionário esmagado pelo camião

22/07/2016 02:21 - Modificado em 22/07/2016 02:21

crime1O patrão de Armindo Vaz da Cruz, condutor que foi esmagado por uma camião na apanha de “brita”, está chocado com a morte do seu funcionário e, até agora, disponibilizou tudo para que fosse feito o funeral do jovem de 28 anos, natural de Santo Antão.

Armindo Vaz da Cruz trabalhava para a empresa Lino Oliveira há cerca de dois meses e o chefe Lino afirma que era um rapaz e funcionário exemplar: “apesar do pouco tempo de trabalho, conseguia-se ver a grande vontade de viver e o gosto pelo trabalho. Nunca pensei estar nesta posição algum dia na vida”.

Lino Oliveira diz que está chocado com a morte de Armindo e que, neste momento de tristeza, o pouco que pode fazer é tratar de todos os trâmites para o funeral que se realizará amanhã em Santo Antão, onde o jovem era natural da cidade do Porto Novo. O irmão do Armindo e o chefe embarcaram hoje às 07 horas para acompanharem a cerimónia fúnebre.

O acidente ocorreu por volta das 13 horas, na quarta-feira, num estaleiro de extracção de brita no Calhau, onde Armindo foi esmagado pelo camião quando reparava uma peça do carro, segundo testemunhas oculares e colegas de trabalho.

  1. MceeTip

    Mais uma vitima nesta labuta do nosso cotidiano, espero que a terra seja leve, e que Deus seja misericordioso com sua alma e com o sofrimento dos entes queridos.
    Acidentes acontencem e como diz o velho ditado criolo ” morte k t fca culpôd ” . Descansa em paz! Amén

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.