Simone Pereira: uma modelo para além da beleza

20/07/2016 12:46 - Modificado em 4/01/2018 17:20

Dona de um riso contagiante e de uma simpatia e simplicidade. Simone Pereira, está de malas feitas para embarcar numa nova aventura no mundo da moda. Com 23 anos de idade e 1,87 (um metro e oitenta e sete cm) de altura, a bela do Mindelo parte ainda este mês para Angola em busca da concretização do seu sonho de criança.

Para ser agenciada pela Hadja Models, agência de modelo fundada por um dos mais conceituados produtores de moda do país, Hadjalmar El Vaim, e um dos “maiores nomes da moda angolana”. Simone Pereira é estudante de Gestão Hoteleira e Turismo na Uni Mindelo fala sobre o seu começo, percurso e expectativas em relação ao futuro.

Começou a carreira de manequim aos 18 anos, com a participação no Miss Ludjero Lima em 2009 onde foi então coroada Miss Simpatia e no mesmo ano participou e venceu o Ilhéu Fashion de Hernâni Moreira e conquistou o título de “Top Model Nacional.”

Já trabalhou com alguns estilistas como John Cruz, Vítor Vaz, tendo sido fotografada pelo fotografo internacional Urivaldo Lopes, Nennas Almeida e representou o designer/fotografo Madjer Lima com a marca Exotrik, no qual desfilou em Angola na semana da moda.

Considera-se uma pessoa simpática, humilde, divertida, extrovertida, sociável e pronta para lutar.

Confira a entrevista:

Quando e como você descobriu a profissão de modelo?

Desde criança que sou apaixonada pela moda e sempre quis trabalhar como modelo profissional. Comecei a participar de miss nas zonas, depois no liceu e atualmente estou a trilhar o meu caminho no mundo da moda.

Agora vai trabalhar em Angola. Como é que aconteceu este reconhecimento?

O reconhecimento aconteceu na sequência do Angola Fashion Week, onde fui como modelo de Madjer Lima vestir as suas criações. Ele foi convidado para representar Cabo Verde como estilista e fui para representar Cabo Verde. E foi lá que surgiu a oportunidade.

Fiz alguns contactos e fizeram-me esta proposta e estou de partida já na próxima semana.

Simone Pereira diz que a sua carreira como manequim tem sido positiva  ainda mais agora com o seu trabalho reconhecido fora de Cabo Verde, esta é uma oportunidade de escrever o seu nome neste universo que em Cabo Verde está muito “fechado”.

Quais os principais desafios enfrentados?

Desafios existem para mostrar que nada nesta vida é fácil principalmente no mundo da moda, mas sempre encarei os desafios de frente e lutei para conquistar o meu lugar e atingir os meus objectivos. Mas ainda é cedo ,estou no inicio e acredito que desafios, obstáculos ainda vão surgir, mas estarei preparada para enfrenta-los. É preciso ter certos preceitos e levantar cabeça sempre.

Como é a vida de modelo em Cabo Verde?

A vida de modelo é complicada. E em Cabo Verde é mais ainda porque no país o mercado da moda é fechado, e quando estive em Angola pude notar esta diferença. Tem muitos talentos, mas não tem abertura há falta de incentivos. É preciso sair dos pais para revelar.

Precisamos de pessoas da área com contactos a nível internacional.

Vida de modelo exige algum “sacrifício” como rotinas de treino e dietas pesadas. Como é para si?

Bastante normal para mim. o essencial é ter uma imagem impecável e não podemos descuidar dela. E além do mais não faço dieta. Posso comer de tudo e ainda manter linha.

Ainda tens pouca experiência no mundo da moda. O que esperas alcançar?

O topo. A minha experiência no mundo da moda não é assim tão pouca . Em Cabo verde posso considerar com alguma experiencia, sou reconhecida, mas pretendo alcançar o topo. Este sempre foi o objectivo.

Entre fotografia e desfile. Qual gostas mais?

Gosto de ambos, mas estou mais inclinada pelo desfile, mas na fotografia sinto também que estou no meu mundo.

Já trabalhou com diversos fotógrafos. Tem algum que lhe faz sobressair mais? Como vive cada secção fotográfica e desfile?

Cada um deles tem a sua forma diferente de trabalhar e cada um faz sobressair o nosso melhor lado. Mas se tiver que apontar e sem prejuízo para os outros diria que é o Urivaldo Lopes pela sua experiencia a nível internacional.

Cada desfile e secção fotográfica é uma experiência diferente. Mas faço-o por amor e sendo assim é muito prazeroso. Vives o momento, na fotografia tens que seduzir a câmara e na passarela tens focar no momento.

Quais os factores que favorecem a sua carreira? O que é preciso para ser uma boa modelo?

Para mim é o quesito humildade, personalidade e paciência, porque no mundo da moda temos que estar sempre abertas a sugestões, conselhos, criticas e nem sempre são as melhores.

O mundo da moda não é fácil para quem quer fazer dela uma profissão.

Estudas?

Sou estudante de Gestão Hoteleira e Turismo

Como o concilias com a moda?

Organização. E como os desfiles não são muito frequentes é fácil. Tem épocas altas e baixas nos desfiles.

O que te cativa no mundo da moda?

O que mais me cativa na moda é o amor que cresce consoante os trabalhos realizados. Amor desde de pequena por esta profissão. Faço bons desfiles e recebo muitos elogios e isso só me empurra para frente.

received_1120559804688633 received_1120485201362760 received_1120485198029427 received_1120485191362761 received_1120485161362764 received_1120485164696097 received_1120485171362763 received_1120485178029429 received_1120485184696095 received_1120559924688621 received_1120485144696099 received_1120485148029432 received_1120485151362765 received_1120485154696098 received_1120485158029431

  1. Dje Guebara

    Felicidades criola linda d’nha terra: “Porque sòmente uma coisa pode fazer um sonho imposivel, è o medo de fracasar ” por isso luta por teus sonhos. Ni un paso atras pa lante hasta el final. He dicho:

  2. Elisabeth Pereira

    Te desejo sucessos sempre Sobrinha linda. Deus te proteja e te ajude a concretizar esse teu sonho desde criança. tens muito talento para isso, por isso abraçe esse teu sonho. Parabéns. És um orgulho da nossa familia !!!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.