Janira diz que MpD tem que cumprir compromissos custe o que custar

18/07/2016 08:25 - Modificado em 18/07/2016 08:25

janiraAinda na ressaca da aprovação do Orçamento Geral de Estado na Assembleia Nacional, a Presidente do PAICV mostra a sua insatisfação para com o documento e o seu conteúdo. À margem da apresentação oficial do candidato autárquico do PAICV, Alcides Graça, a líder do PAICV afirmou que os sinais dados pelo actual Governo não vão ao encontro do discurso da campanha eleitoral.

“É certo que foram feitas muitas promessas e as promessas que ouvimos é que o meu partido é Cabo Verde e vamos governar para todos. Mas os sinais que temos recebido nos últimos três meses são preocupantes”, sustenta Janira Hopffer Almada.

No entanto, para Janira, o Governo vai que  ter “cumprir os compromissos, custe o que custar, vão ser honrados e cumpridos”.

Para Janira é preocupante que o adversário tenha descrito um País num estado de calamidade e emergência e, por isso, apresentou ao Parlamento um programa de curto prazo de emergência para resolver o estado de calamidade em que encontrou Cabo Verde. “E quando analisamos o orçamento para resolver este estado de coisas, não temos respostas de emergência de curto prazo para resolver os problemas desse estado de calamidade”.

Na apresentação do candidato autárquico, apela por uma divisão do poder e não colocar todo o poder na mão de um único partido. “Os cabo-verdianos, independentemente da afiliação partidária, têm de se sentir bem no seu País. E é por isso que, para progredirmos, é necessário termos um equilíbrio de poder. É fundamental não concentrar o poder num único partido”.

Ainda no seu discurso, reconhece a soberania do povo demonstrada nas últimas eleições. Num rápido resumo dos 15 anos de governação do PAICV, reconhece o desgaste do último mandato, principalmente, nos dois últimos anos. “Temos de assumir que levou a alguns desgastes por causa de medidas que eram para serem aceleradas e não aceleramos. Porque houve correcções que deveriam ser feitas e não fizemos. E rupturas que deveriam ser feitas, mas não foram empreendidas. E não fizemos a auscultação da população”. Devido a estes sinais de desgaste, o povo votou pela mudança.

Pede a união do partido neste momento como forma de conseguir um bom resultado nas eleições de 4 de Setembro.

  1. maria

    e os compromissos do paicv que nunca foram cumpridos? a dra tem memória curta.

  2. NAIS

    cabeça dja bai,,,isso sai da boca de um presidente de um partido janira fora de paicv se não paicv vai acabar com esta mulherzinha isso e liviandaade meu deus,,,isso e so dor de cutuvelo janira rapendeu aceitar a dirota de 20 de março ta claro que a senhora tem problema mental e divida aos bancos a senhora ta xeio de divida

  3. Maria José

    Está desesperada esta senhora. Mas é muito bem feita porque “crianca que brinca com pistola costuma fazer xixi na cama”. Ela nao queria ser presidente do PAICV e primeiro Ministro? Agora aguenta minha senhora. Mas nao nos envergonha por favor… nao venha com esta linguagem ditatorial e simbolismo de partido Único “que o MPD tem que cumprir as promessas custe o que custar”. Boca bedjú.

  4. Djon

    Não. Não pode ser custe o que custar.

  5. Joao

    Janira tem razão. Os caboverdianos devem exigir ao MPD que cumpre todos os compromissos. Sobre esta matéria ninguém deve recear. Eu vou exigir e espero que todos vão exigir. Contudo, quero perguntar a Sª Janira se o PAICV durante os 15 anos, cumpriu os seus compromissos? Cumpriu sim compromissos com os seus militantes, dirigentes e seus familiares, incitando o clientelismo já mais visto em Cabo Verde. De facto, o MPD ainda não demonstrou a diferença que o Povo espera, mas os dirigentes do PAICV deviam ter mais vergonha na cara e deixar de conceber certos comentários.

  6. Adriano Silva

    Quem não cumpriu nada do que prometeu e deixa o país na falência, exige – CUMPRIR PRIOMESSAS CUSTE O QUE CUSTAR. Vejam só a linguagem utilizada. Sem classificação, não vale a pena.

  7. FATIOTA

    Força Janira guentis de MPD que sta cu rassaca e dor di cotovelo pa bu intervenção e exigencia que MPD cumpre o prometido ao povo de cabo verde qui creba mudança qui sta sai caro e mal feitu. Go qui eh cagá e é povinho qui inda nada ca odja. Continua cu bu garra qui sta desorienta guentis de MPD pa tudo lugar. Ku bo ninguém ca podi, bo eh intelectual e bom qui bali.Es fadjadas e fadjadus li des forum é so ciumes pamodi bu competencia es ca ten ti es morri.Haja saco pa atura es nojentos cu nojentas.

  8. Julio Goto

    O PAICV de Sao Vicente nao serve para nada.Ate me parece que eles afundaram com o Porto de Aguas Profunda no largo do Lazareto..
    Seus mentirosos,caluniadores e analfabetos politico.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.