Sal: Profanação da Igreja de Nossa Senhora das Dores tocou o íntimo do ser cristão

7/07/2016 03:05 - Modificado em 7/07/2016 03:05

espargos salO pároco da paróquia da Igreja de Nossa Senhora das Dores, em Santa Maria, ilha do Sal, diz-se triste com a profanação da igreja, um acto que tocou profundamente o íntimo do ser cristão na passada segunda-feira, dia 04 de Julho. As portas da igreja matriz continuam encerradas para o culto enquanto se aguarda pela chegada do Bispo da Diocese do Mindelo D. Ildo Fortes que irá presidir à cerimónia de Desagravo.

Os cristãos da Igreja Católica foram feridos no coração com a profanação da igreja da paróquia de Nossa Senhora das Dores, em Santa Maria, ilha do Sal. As portas ficaram partidas e o sacrário arrombado, daí que a igreja continua encerrada ao culto. 

A Igreja Católica tem sido alvo de frequentes actos de profanação um pouco por todo o País, todavia, apesar das autoridades terem conhecimento do problema, os criminosos continuam a monte.

“Arrombar uma porta qualquer não é correcto, muito menos a de uma igreja, lugar sagrado, Santíssimo Sacramento, tocando em Jesus Cristo”, é assim que o pároco Adriano Baptista encara o acto de profanação na igreja. Entristecido, diz desconhecer os motivos que levaram os autores a perpetuarem o acto, mas considera ter sido um comportamento que “tocou profundamente o íntimo do ser cristão”.

O acto de profanação foi registado na madrugada de domingo, mas apesar de tudo, o pároco apela aos cristãos para rezarem pelos criminosos. Segundo o mesmo, os cristãos da ilha do Sal aguardam pela chegada do Bispo da Diocese do Mindelo que se encontra na ilha da Boa Vista. Dom Ildo Fortes presidirá à cerimónia de Desagravo dentro de poucos dias.

  1. Eduardo Oliveira

    Um cristão, se està em plena saùde mental, não profana nenhum lugar de culto; mesmo os de religião diferente. Mas conheço quem mandam destruir de qualquer forma tudo quanto não seja da sua seita. Portanto, temos a obrigação de salvaguardar a nossa educação e a nossa fé, pelo menos, em nossa terra.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.