Consuma–se o divórcio entre a RTC e a Inforpress

7/07/2016 03:00 - Modificado em 7/07/2016 03:00
| Comentários fechados em Consuma–se o divórcio entre a RTC e a Inforpress

Abraao-Vicente-lei-fusao-RTCIO Presidente da República promulgou o diploma que extingue a RTCI e volta a ser apenas RTC e Inforpress. O diploma foi promulgado no dia 30 de Junho.

O Ministro da Cultura e Indústrias Criativas, Abraão Vicente enquanto tutela da Comunicação Social diz que o Governo foi notificado pela Presidência da República.

Com esta promulgação, o Governo tem luz verde para avançar com a nomeação de um novo Conselho de Administração da RTC que irá tomar posse de imediato, o que irá acontecer logo após a publicação do diploma.

O novo Conselho de Administração terá pela frente, segundo Abraão Vicente, um mandato para trabalhar o processo de revogação da fusão entre as duas empresas com um único gestor, pelo que iniciará o processo de normalização nesses dois sectores.

Diz ainda que o novo conselho terá um mandato específico de cumprimento de contrato de concessão do serviço público, ou seja, a RTC terá de cumprir o trabalho de serviço público e garante ainda que a sua tutela irá muito mais do que gerir reclamações habituais de transferências das taxas, do cargo, das carreiras dos jornalistas da RTC.

“Já temos uma equipa a trabalhar no novo contrato de concessão de serviço público que vai ser socializado e aprofundadamente debatido com os profissionais, mas sempre pensando que sendo uma empresa de serviço público terá de servir os interesses públicos e não os do Governo”, garante Abraão Vicente.

Vai haver ainda, conforme este governante, um grande investimento na RTC internacional “tentando apanhar tudo aquilo que é a nossa diáspora. Se conseguirmos apenas metade daquilo que a nossa diáspora dá como subscritor da RTC internacional, garantiremos a sustentabilidade do sector e, para isso, o desafio é o de produzir conteúdos”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.