Depois de casa roubada…trancas na porta

7/09/2012 01:22 - Modificado em 7/09/2012 01:37

Depois de ver a sua residência assaltada por duas vezes, um cidadão dinamarquês que reside em Alto Miramar, reforçou a segurança da sua casa. Colocou um sistema de vigilância e alarme em toda a residência e mandou retirar um poste de electricidade nas traseiras da casa que servia de apoio para os gatunos.

 

O NN apurou que um cidadão dinamarquês implantou um sistema de segurança, na sua residência em Alto Miramar, após esta ter sido assaltada por duas vezes. Em duas situações, o operador marítimo que reside há alguns anos na ilha de São Vicente perdeu um cofre com dinheiro, um laptop, objectos de multimédia e objectos pessoais.

Para evitar que a sua residência volte a ser assaltada, este cidadão mandou colocar um sistema de vigilância e alarme na casa. Por outro lado em todas as paredes que ladeiam a habitação foram colocadas chapas metálicas perfurantes e pedaços de vidro.

De acordo com o operador marítimo “estas medidas de segurança foram tomadas para prevenir que os ladrões não venham roubar novamente. O sistema de alarme permitirá detectar qualquer invasão à minha casa. Já o sistema de vigilância permite-me saber tudo aquilo que passa no interior e cobre uma área nas imediações da residência”.

Recorde-se que no primeiro assalto, depois de adormecerem o sujeito com um gás levaram um cofre com dinheiro e objectos pessoais. E no segundo ataque, os gatunos levaram uma sacola com um laptop, Iphone, Ipod, maços de cigarro e perfumes.

  1. Djê Guebara

    Deveria de comprar uma pistola e matar todos essos ladrões da sociedade que esta envergonhando a nossa gente e o povo de s.vicente.Os ladrões o lugar seguro deles è no cemitèrio.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.