Beta veste a camisola do MpD, mas apela a uma revisão no regulamento

16/06/2016 08:23 - Modificado em 16/06/2016 08:23
| Comentários fechados em Beta veste a camisola do MpD, mas apela a uma revisão no regulamento

BetaAlberto Mello, pré-candidato autárquico do MpD para o Município da Praia, acata a decisão do partido e mostra disponibilidade para continuar a trabalhar juntamente com os ventoinhas, em vez de seguir com uma candidatura “a solo”.

A decisão de Beta é a de continuar com o MpD para a corrida nas autárquicas para a Câmara da Praia e não a de seguir com uma candidatura independente, tal como vinha a ser pressionado por algumas pessoas. Isto após os resultados nas sondagens darem a vitória a Beta. Todavia, neste momento, Beta segue o caminho da cortesia e coloca de lado as pretensões de seguir com uma candidatura independente.

“Pese em conta os expressivos resultados a favor da minha pré-candidatura à CMP pelo MpD, a Comissão Política Nacional resolveu fazer outra escolha. É um direito que lhe compete e, do mesmo modo, posso dizer que não esperava por tal decisão”. Para Beta, o partido frustrou milhares de praienses que viam na sua candidatura a oportunidade de continuar o trabalho iniciado em 2008. Apesar de estar ao lado do partido, não partilha da mesma posição e a sua convicção é que a sua suposta candidatura tinha as características para ser vitoriosa como “apontam os estudos de opiniões realizados”.

Beta escolhe a via da diplomacia em prol da união do partido e não a da ruptura num momento pré-eleitoral. “Estou convicto que com uma candidatura independente, o partido pagaria uma factura alta nos próximos anos com consequências imprevisíveis para a governação do País. Sou um homem de partido”, diz Beta. Mas não deixa de frisar que o regulamento interno de escolha de candidatos deve ser revisto, com ênfase numa pré-selecção antes de realizar as sondagens.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.