Vital Moeda acompanha Inácio da Cunha que foi ouvido PJ

15/06/2016 15:10 - Modificado em 15/06/2016 19:41

CunhaA Polícia Judiciaria da Praia continua a investigar o caso que envolve membros da Congregação Reformada dos Adventistas do 7º dia de Tendas. Inácio Cunha, chefe da Congregação, foi hoje presente a Policia Judiciária onde foi ouvido. No entanto prossegue também diligências junto a sede da Congregação em Ponta d´Agua cidade da Praia. As oito crianças que se encontravam no Orfanato foram entregues a ICCA.

 

Na manhã desta quarta-feira, autoridades judiciais realizaram uma operação de busca durante três horas na sede da Congregação Reformada dos Adventistas do 7º dia de Tendas onde apreenderam alguns objectos. Uma residência próxima também foi alvo de buscas da PJ enquanto que as oito crianças do Orfanato ficaram sob a tutela da ICCA.

Inácio da Cunha, líder da congregação, foi conduzido as instalações da PJ onde foi interrogado. O processo de investigações envolvendo Vital Moeda um dos magistrados mais reputados da sociedade cabo-verdiana decorre normalmente mas até o momento as autoridades não pronunciaram sobre o caso que abalou o país.

O magistrado Vital Moeda, membro da congregação, foi buscar Inácio da Cunha nas instalações da PJ e não foi detido assim como havia sido noticiado.

 

 

Corrigido às 19h12mn

 

 

 

  1. é de casa

    Nhos mostra cara de Sr Cunha por favor….

  2. Vital Moeda

    Caro amigo Eduíno, da forma como vem a noticia, parece induzir ou sugerir, ainda que amiúde, que existe algum processo a decorrer contra a minha pessoa – o que não corresponde a verdade. Pelo que eu conheça, não decorre nenhum processo contra a minha pessoa. E, a existir este processo, pelo menos enquanto ainda sou magistrado do M.P (até que o Conselho delibere acerca da minha saída), só poderei ser ouvido por um magistrado de categoria superior à minha – e nunca pela P.J – instituição do qual tenho muito respeito e carinho. Peço-lhe para tomar cuidado com a suas fontes. Repito: eu fui para a PJ apenas para ir buscar o Inácio Cunha quem lá tinha sido levado para efeitos de identificação. Também, NÃO É VERDADE que o Inácio Cunha foi ouvido em declarações na PJ – visto que, até hoje, ele não sabe o motivo do processo contra ele. É verdade que lhe foi aplicado TIR e identificado – só isto! Desejo-lhe sucessos pessoais e ao NN. Vital Moeda.

  3. Joana Inês Sá

    Estamos entregues a estas seitas oriundas do Brasil, que em nome de Deus justificam os seus desvios perversos? Bando de trapaceiros que convive connosco! Custa a acreditar que gente com educação e com literacia esclarecida comungue desta autêntica trapalhada religiosa! Fora com tamanho bando de orgias inomináveis! Que horror! Deus nos guarde e livre!

  4. Augusto Galina

    Somos um pais laico mas também de idiotas (que têm toda a espécie de ideias, também). Não é por o sermos que se pode criar toda a casta de forma de aldrabar os menos inteligentes. Como se não bastassem as injustiças e os cataclismos nesta terra desgraçada agora temos profetas para acompanhar os bairristas e os xenôfobos.

  5. D. Semedo

    Lamentàvel que um grande jurista se deixe envolver em tal esquisitce !!!

  6. D. Semedo

    Nesta terra de Nossenhor Jesus Cristo estão aparecendo fenomenos. Sobretudo ultimamente onde surge um com uma lingua e agora outro querendo ser profeta.
    Quando é que teremos um para arranjar que arranja trabalho. Bateremos palmas.

  7. Carlos

    Deixemos de ser paranoicos, qual perseguição unton é pes faze tudo oquê kes kre so porque es é um religiao? Es konfesa publicamente ses atrocidade e es tem ke paga por eles

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.