HBS uma referência em Cabo Verde na doacção de sangue

15/06/2016 07:52 - Modificado em 15/06/2016 07:52
| Comentários fechados em HBS uma referência em Cabo Verde na doacção de sangue

hospitalO Hospital Baptista de Sousa, em São Vicente, está auto-suficiente em reservas de sangue que, neste momento, representam 100% da doação voluntária e que têm aumentado ao longo dos anos.

Tem-se registado um maior número de dadores, o que faz da unidade em São Vicente “uma referência” em Cabo Verde, afirma, Conceição Pinto, responsável do Banco de Sangue durante a marcha de comemoração dos Dadores de Sangue pelas ruas do Mindelo com o objectivo de consciencializar a população sobre a necessidade desta acção que pode salvar uma vida e também homenagear os dadores voluntários que, pela sua generosidade, têm contribuído para manter o “stock” regular de sangue no HBS.

O número de dadores benévolos de sangue em São Vicente é suficiente para responder à demanda, reconhece Conceição Pinto que garante que são vários anos que o Banco de Sangue do Hospital Baptista de Sousa não tem necessidade de recorrer a familiares dos pacientes uma vez que, graças aos dadores voluntários, não tem havido ruptura de sangue no Banco. Todo o sangue que usamos provém dos dadores de sangue, garante Conceição Pinto.

Segundo esta responsável, apesar de ainda não terem atingido a meta de doação de sangue regularmente duas vezes por ano, neste momento, o Banco tem capacidade para socorrer todos os pacientes da ilha e até socorrer unidades de sangue de outras ilhas do País. Mas ainda é necessária a sensibilização contínua da população sobre a importância de doar sangue para reforçar a situação.

E para isso, é preciso cativar os dadores que o fazem pela primeira vez e, ao pensarmos em dadores de primeira vez, estamos a pensar predominantemente nas camadas mais jovens da população. As reservas, como refere Conceição Pinto, estão garantidas, mas é preciso pensar no futuro.

O que é necessário para doar sangue

Para se ser um dador de sangue, é preciso estar saudável, bem alimentado, ter entre 18 e 60 anos e possuir mais de 50 kg. Os homens devem esperar um intervalo de 60 dias para doarem novamente e as mulheres de 90 dias. Não podem estar grávida nem a amamentar. Ter dormido pelo menos 6 horas antes da doação.

 O Dia Mundial do Dador de Sangue é uma possibilidade para enfatizar, mais uma vez, a necessidade que a doação seja altruísta e que haja dadores regulares para garantir a provisão de sangue seguro para todos os pacientes que precisem de transfusões.

Em 2004, a Organização Mundial de Saúde (OMS) institucionalizou o dia 14 de Junho como o Dia Mundial do Dador de Sangue. O objectivo é homenagear e agradecer todos os dadores que ajudam a salvar vidas diariamente. O tema da OMS deste ano é: o “sangue é o nosso elo comum” e centra-se no agradecimento aos dadores de sangue, realçando a dimensão da “partilha” e a “ligação” entre os dadores de sangue e os doentes.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.