O futebol (re)move montanhas

13/06/2016 15:29 - Modificado em 13/06/2016 15:29
| Comentários fechados em O futebol (re)move montanhas

corvoSaindo de Ponta do Sol, passando pela mítica Fontaínhas, subindo montes e descendo vales, finalmente avistamos a pacata e remota aldeia do Corvo. Ao descermos pela íngreme encosta, algo se destaca dentre as poucas habitações desta aldeia rupestre. Trata-se de um verdadeiro anfitrião que acena tanto os que chegam quanto os que partem. É o símbolo da determinação de uma gente que resiste e atinge o impossível.

O “campo de jogo” encravado na encosta da montanha é um testemunho de vitórias lendárias que jamais ocuparam uma página sequer da imprensa desportiva.

Eis a história de um grupo de jovens que labutam na lavoura de manhã à tarde, que movidos pela fome de jogar a bola, arregaçam as mangas e fazem esta obra de arte. É caso para dizer que “o futebol (re)move montanhas”.

                                                                                                                                              Joselito Neves

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.