TRANSCOR E AMIZADE insatisfeitos com o novo valor de bilhetes estabelecido pela ARE

3/06/2016 08:13 - Modificado em 3/06/2016 08:13

transcorAs transportadoras públicas de São Vicente estão descontentes com o abaixamento do preço dos bilhetes de 43 para 38 escudos pois, conforme explicam, irá trazer algumas dificuldades às duas transportadoras que actuam em São Vicente.

De acordo com o Administrador da TRANSCOR, é normal que as tarifas dos transportes públicos sofram uma actualização, tendo em conta que o preço dos combustíveis desceu consideravelmente no ano passado, mas não concorda com o valor estipulado pela Agência de Regulação Económica para os preços dos bilhetes que sofrem uma redução de 43 para 38 escudos porque, segundo este administrador, em São Vicente desce de cinco escudos enquanto que na cidade da Praia desce de apenas quatro, “quando anteriormente entre eles, a diferença era de um escudo, agora passa a ser de dois”.

“Recebemos a comunicação para pronuncio desde 2016 e temos vindo a trabalhar com a ARE neste sentido e, inclusivamente, até fizemos uma contraproposta para ficar estabelecido em 40 escudos”.

Luís Gonzaga acredita que com esta nova tarifa, a empresa irá caminhar para uma situação de défice mas, ao mesmo tempo, está esperançoso que com esta nova tarifa haja uma oportunidade de aumentar o número de utentes dos autocarros da companhia que sofreu uma diminuição acentuada com a aplicação da taxa de 15% do IVA.

Por outro lado, o responsável da AMIZADE diz que apenas vê um grande problema com esta nova tarifa, já que desde 2015 que as tarifas do autocarro não sofreram nenhuma alteração. “Agora, de repente, baixam o bilhete de 43 para 38 escudos, portanto, isso vai-nos criar uma dificuldade muito grande”.

  1. cirilo Cidário

    Há muito que os preços de combustivei diminuiram quase para metade. e os preços dos bilhetes continuaram sempre em alta, o Gonzaga que é homem de matematica não deve esquecer que muito reclamou quando os preços de combustiveis estavam alta e por isso subiram o preço dos bilhetes, agora é suportar. Não se deve enriquecer a custas do coitados

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.