Tabagismo: Como deixar de fumar em 5 dias

27/05/2016 08:29 - Modificado em 27/05/2016 08:29
| Comentários fechados em Tabagismo: Como deixar de fumar em 5 dias

tabagismoO consumo de substâncias psicoactivas tem sido um problema preocupante para a sociedade cabo-verdiana, como consequência de vários problemas sociais. Neste sentido, a Cruz Vermelha de Cabo Verde e o Comité de Acção Solidária de Desenvolvimento de Cabo Verde, jovens da Igreja Adventista, promovem de 30 de Maio a 4 de Junho um Workshop cujo tema é “Como deixar de fumar em 5 dias”. Um dos objectivos das formações é sensibilizar o maior número de pessoas a abandonar o tabaco e chamar a atenção das pessoas relativamente aos problemas advenientes do uso do tabaco.

“Diga basta ao cigarro e viva mais com saúde”, é o lema do workshop “Como deixar de fumar em cinco dias” que acontece de 30 de Maio a 4 de Junho nas instalações da Cruz Vermelha em São Vicente, com duração de duas horas, das 18 às 20 horas.

A formação é gratuita e tem como objectivo sensibilizar o maior número de pessoas a abandonar o tabaco e chamar a atenção das pessoas relativamente aos problemas advenientes do uso do tabaco.

Parece difícil deixar de fumar em apenas cinco dias, mas a verdade é que milhões de pessoas deixaram de fumar e muitos outros ainda estão a tempo de abandonar definitivamente o tabaco e melhorar a saúde, ganhando assim vitalidade e vida longa.

Suzano Lima, membro do Comité de Acção Solidária de Desenvolvimento de Cabo Verde, avança que através das formações ministradas, cerca de 60% dos participantes deixou de fumar. Apesar deste dado, acredita que o resultado poderia ser melhor caso aumentasse o número de participantes nas formações.

Nestas formações, essencialmente são passadas informações às pessoas no sentido de alertá-las contra os problemas do uso do tabaco e sensibilizá-las para deixarem de fumar. Combater as drogas a partir de uma abordagem diferente, começando pelas drogas “ditas legais”, o tabaco e o álcool.

O último estudo realizado indica que 17,4 por cento dos cabo-verdianos são utilizadores do tabaco. Dados que preocupam a sociedade, uma vez que as consequências do uso destas substâncias têm aumentado o número de problemas sociais, delinquência, violência e mortes.

Relativamente às substâncias lícitas, o estudo revela que o consumo acontece sobretudo na camada mais jovem. O consumo do álcool aparece no top da lista, com 63,5 por cento. Os dados indicam que a ilha de São Vicente prevalece com valores muito superiores à média nacional: 84,4 por cento. Seguidamente a ilha de Santo Antão com 80,9% e a ilha do Maio com 80,7 %. O nível de consumo na ilha de Santiago não foge à regra atingindo 64,5%.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.