São Vicente: PN aposta no policiamento de proximidade nas comunidades periféricas

27/05/2016 08:27 - Modificado em 27/05/2016 08:27

carro PNAs zonas periféricas da ilha de São Vicente vão ser contempladas com o trabalho de policiamento de proximidade. A iniciativa é da Polícia Nacional da ilha do Monte Cara no intuito de mediar conflitos, inteirar-se dos problemas das populações, receber denúncias, ajudar os carenciados e ou deficientes na aquisição de documentos de que a Policia é detentora de competências para a sua emissão.

O plano de policiamento de proximidade tem sido uma das grandes apostas da Polícia Nacional em São Vicente. Preocupada em levar maior segurança e garantir o bem-estar das populações também nas zonas periféricas da ilha, a PN entendeu efectivar um trabalho de policiamento de proximidade junto das comunidades de São Pedro, Calhau e Salamansa.

As solicitações para intervenção policial nessas localidades têm sido frequentes, daí a necessidade de levar a presença de agentes da polícia de modo a garantir maior segurança às pessoas e evitar conflitos.

Na verdade, o propósito deste projecto, segundo a PN, é mediar conflitos, inteirar-se dos problemas das populações, receber denúncias, ajudar os carenciados e ou deficientes na aquisição de documentos como passaportes e cadastros, documentos que a Polícia é detentora de competências para a sua emissão.

Uma equipa multidisciplinar da PN esteve de visita às comunidades piscatórias onde, junto dos moradores, se inteirou dos problemas e solicitou colaboração da população. Os moradores de Salamansa mostram-se satisfeitos com a instalação do Posto da Polícia da zona, mas apelam que o serviço seja disponível de forma mais constante, porque funciona apenas às terças-feiras.

Segundo o Comandante da Polícia Nacional, Alcides da Luz, a situação deve-se pela falta de efectivos e garante que é uma das preocupações da PM, por isso, o objectivo futuro é a colocação de dois agentes fixos nos postos de atendimento dessas zonas periféricas.

Para melhor funcionamento do projecto, a PN pretende ter como parceiros a Câmara Municipal de São Vicente, o ICCA, a Acopesca e a Casa do Direito.

  1. adriano silva

    Guarda fiscal ta ba faze policiamente de proximidade contentor ta fka na cais sem saí

  2. odemiro duarte

    policiamento de palhaçada e despesas, somente fonforronice pq vão é embebedar-se nas zonas rurais

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.