Delegação da PJ no Sal não tem nem extintor, nem câmara de vigilância

23/05/2016 08:25 - Modificado em 23/05/2016 08:25
| Comentários fechados em Delegação da PJ no Sal não tem nem extintor, nem câmara de vigilância

ExtintorEste online na tentativa de apurar o que aconteceu o que aconteceu na Delegação da Policia Judiciaria no Sal onde na sequência de um incêndio terão desaparecido cerca de três quilos de cocaína apurou que nessa delegação não existem nem câmaras de vigilância, nem extintores.

O que pode começar a explicar porque não se sabe ao certo o que aconteceu na arrecadação, visto que não existem câmaras de vigilância. Para um ex-agente da PJ contactado por este online “é grave que numa delegação da PJ, como o Sal, não existam câmaras de segurança para monitorar o movimento de pessoas. E mais grave quando na arrecadação onde se guarda material apreendido como droga não exista uma câmara de vigilância”, Quanto a falta de extintores diz que “ só pode ser uma brincadeira que um dia pode sair caro, mas não è só Sal que não existem extintores, em São Vicente também não existem extintores “. Para este antigo agente “ isso reflecte em que condições os agentes da PJ trabalham, mas é apenas um detalhe se pensarmos na falta de viaturas e noutros meios operacionais não disponíveis “. E adianta “ a falta de meios e má distribuição dos existentes a que somar as condições laborais que já levaram a duas greves “.

Finaliza dizendo que “ não se pode negar o empenho dos inspectores e agentes no combate ao crime, mas são recompensados com o descaso e com acções de propagando por parte do chefes mais preocupados em manter os cargos do que em resolver problemas como por a funcionar o sistema de comunicação via rádio, instalar câmaras de segurança, ou um simples extintor “. Já agora uma pergunta: se na delegação da PJ no Sal não existem extintores como ë que apagaram o fogo? Com baldes de água? Assoprando?

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.