Director Nacional PJ: “não pedi para ser nomeado, não vou pedir para sair“

23/05/2016 08:19 - Modificado em 23/05/2016 08:19

patricio varelaNuma entrevista ao jornal ASemana o Director Nacional PJ questionado se com a entrada do novo governo vai continuar à frente da Policia Judiciaria respondeu que “não pedi para ser nomeado, não vou pedir para sair” e explicou que “tenho a consciência de estar a ocupar um cargo em comissão de serviço cujo vinculo e que pode ser dado por findo a qualquer momento”.

Diz que se isso vier a acontecer volto a Procuradoria da República de onde vim. Mas, Patrício Varela as segura “não vou esperar que seja empurrado para sair se for esse caso”. Revela que não sabe se vai continuar à frente da PJ mais um mês, mais um ano ou mais dois dias. Varela diz que sabia o significava ter aceitado o cargo no final do mandato do governo e com todos os problemas que a PJ atravessa na altura. Disse que sabia que, devido a essa situação, não ia ter os meios necessários, mas mesmo assim “decidi abraçar este cargo aceitando o desafio como outros anteriormente também o fizeram”.

Finaliza este tema da saída ou não afirmando “ Estou tranquilo na PJ. Se tiver que sair não fico arrependido de ter cá estado. Regressarei ao Ministério Publico de onde vim e tenho orgulho de pertencer“.

  1. DUDA

    Sabes muito bem que não vais continuar à frente da PJ porque vieste não para ajudar a PJ, mas sim para perseguir os funcionários. Se se fazer uma sondagem vais ver que noventa e nove porcento dos funcionários da PJ não estão contigo. Precisamos de um Diretor firme com pulso sim, mas também líder, que respeite os funcionários e que, sobretudo saiba nos motivar.

  2. BODONA

    Resposta na ponta da língua; assim que se faz sem qualquer rodeio.Gostei nha bodona MPD pensa que vai mandar nessa terra como quer; o povo está com olhos grilidos!

  3. Costa

    Que pouca vergonha!
    É alguém mesmo???

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.