IGT não entende a denúncia dos ex-funcionarios da TIVER

20/05/2016 08:25 - Modificado em 20/05/2016 08:25
| Comentários fechados em IGT não entende a denúncia dos ex-funcionarios da TIVER

tiverA Inspeção Geral do Trabalho diz que não entende por que razão os ex-funcionários da TIVER a acusa de passividade face a sua situação laboral.

Em declarações à RCV, o director geral do trabalho afirma que a entidade pelo qual é responsável fez tudo o que estava ao seu alcance, em termos das “nossas atribuições legalmente instituídas pelo nosso estatuto e nesse momento estamos totalmente consciente e com sentimento do dever cumprido”, assegura João de Carvalho.

Por isso, não entende esta denúncia dos ex-funcionários da TIVER, “porque prestamos todos os serviços de apoio, reunimos com os trabalhadores e com a empresa, instauramos os processos e os enviamos aos aos tribunais, desde de 23 de Fevereiro de 2015”.

De acordo com João Carvalho, a IGT não têm responsabilidade nenhuma e desafia quem quiser a consultar os registos do processo.

O processo segue agora os trâmites legais e agora cabe ao tribunal resolver, já que a IGT “não tem o poder de obrigar as empresas a pagarem os salários em atraso”.

“E cabe também aos interessados accionar os mecanismos legais num estado de direito, que são os tribunais que têm o poder de “obrigar” as empresas, neste caso a pagarem os salários em atraso”.
João Carvalho diz que ao todo foram quatro processos encaminhados ao tribunal, e já não podem fazer mais do que já foi feito.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.