RTCI tem os dias contados: ministro vai apresentar proposta de extinção

18/05/2016 08:45 - Modificado em 18/05/2016 08:45
| Comentários fechados em RTCI tem os dias contados: ministro vai apresentar proposta de extinção

Abraao-Vicente-lei-fusao-RTCIDepois de ter ouvido os trabalhadores da RTCI em Mindelo, Abraão Vicente assegura que vai apresentar uma proposta de extinção da Rádio Televisão Caboverdiana e Inforpress aprovado pelo anterior governo.

Abraão Vicente diz que a sua percepção, devido a esta fusão, é que os jornalistas da Inforpress se revêm como se estivessem a jogar num segundo escalão. “Não têm condições, os meios necessários e independência jornalística para vender e pôr um produto de qualidade bruto no mercado para se vender”.

Este governante acredita que, neste momento o governo precisa de tomar uma posição política, que é revogar a lei da fusão da RTC e, apesar de não avançar uma data específica garante estar em condições de fazer uma proposta concreta ao Conselho de Ministros que “é o órgão deliberativo para no sentido de fazermos uma mudança.”

“Creio que temos todas as condições para avançar, agora dependemos obviamente da aprovação do Conselho de Ministros e do primeiro-ministro”.

Outro assunto que foi abordado pelo governante é a mudança das instalações da TCV no Mindelo determinada pelo anterior governo, algo que não está em condições de acontecer nos próximos tempos, já que o local proposto precisa de obras profundas. “Como ministro da tutela, de forma alguma vou permitir que a RTCI mude de qualquer forma para outras instalações que não tenha condições para trabalhar, estamos a falar de serviço público de qualidade, não vamos colocar o trabalho da RTCI em causa de mudança ou decisão tomada por outro governo em cima de joelho” esclarece a tutela da comunicação.

“Queremos a tutela mínima no sentido de não interferir no trabalho, na qualidade jornalística, no entanto reconhecemos que termos um papel fundamental no reforço das instituições no sentido não só técnico, mas institucional financeiro e de alargamento do próprio mercado publicitário”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.