Abraão Vicente: “É muito fácil fazer de Mindelo aquilo que é a sua vocação natural”

17/05/2016 09:05 - Modificado em 17/05/2016 09:05

Abraão-Vicente-1Novo ministro da cultura acredita que é fácil fazer de Mindelo aquilo que é a sua vocação natural, que é ser um centro de economias criativas.

De acordo com Abraão Vicente, a ilha de São Vicente com a sua vasta programação cultural tem todas as características para ser transformado numa marca e agenda cultural para dinamizar a ilha.

“Mindelo têm uma rede de espectáculos, de eventos naturais que podem servir para fazer uma programação para que São Vicente sirva de facto como grande elo cultural para o resto de Cabo Verde, falamos de carnaval, baía das gatas, do final do ano “San Jon”, das corridas de São Silvestre, Cavala Fresk, do Festival de jazz e dos festivais na Laginha”, conforme a explica a RCV.

Para além desta vasta programação São Vicente também possui diferentes polos culturais, como museu do mar, o centro de Artesanato e Design, que na óptica do novo ministro da cultura “têm potencial não só para exposição, mas para ser muito mais”.

Abraão Vicente revela que para o bem da criatividade cultural, o ministério agora sob sua tutela pretende facilitar aos agentes culturais do Mindelo o acesso ao financiamento para que possam trabalhar como parceiro na criação de uma rede de eventos culturais que possa servir de atractivo aos turistas e, para isso “ vou sem dúvida engajar um sistema de criar uma rede que funcione que seja fácil divulgar aos turistas e que haja co-financiamento do ministério da cultura”.

Isto tudo para que o ministério tenha visibilidade como instituição, mas também que sejam parceiros nessa dinâmica em que “os privados claramente assumem maior predominância que o próprio Estado”. “é muito fácil fazer de Mindelo aquilo que é a sua vocação natural, que é ser um centro das economias criativas”, atira.

Essas considerações foram feitas a margem da sua primeira visita oficial à ilha de São Vicente, aos núcleos museológicos e espaços de exposição. O ministro da cultura realiza uma visita de dois dias a São Vicente considera que a ilha reúne as condições ideais para ser o polo central das ideias criativas desenhadas para o país pelo novo governo.

  1. Eduardo Oliveira

    So de dizer isso o Senhor Ministro jà pôs S.Vicente inteiro a seu lado. E isso é tão importante para todos.
    Força !!!

  2. Silvie Morais

    Esperemos que o Sr Ministro de uma atenção a S. Vicente, pois o governo anterior não fez puto nenhum para esta segunda ilha que mexe com a economia do país. esta a razão do descontentamento do povo de SV e que fez o governo anterior a cair do 1º para 3º lugar…Aviso esta dado.

  3. E disse muito bem, S.Vicente tem tudo para dar certo, falta é só financiamento.

  4. ivan lima

    Boa, as potencialidades visados na entrevista são os existentes e os projectos privados nesse campo? São ainda maiores. Existe agentes culturais conceituados com projectos elaborados, que podem contribuir positivamente para enriquecimento da industria cultural em S.V e proporcionar vários postos de trabalho.Sugiro, THon Kriolo, kikiLIma, etc.

  5. Lima

    Então nada de novo……. Já sabemos tudo isso, já estámos capazes de criar e gerir eventos culturais : o que é preciso é outra coisa, como mais industrias.

  6. artur

    o sr ministro da cultura, agora gosta de sao vicente? o sr ministro da cultura nutre inveja de sao vicente——especulação? melhor nao nos deixarmos ir, com essa facilidade, na conversa do sr ministro da cultura

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.