MpD põe fim à campanha pelo poder autárquico na Praia

16/05/2016 08:03 - Modificado em 16/05/2016 08:03

festa vitória mpdAs autárquicas são as próximas eleições em Cabo Verde e ainda com data por definir, mas já se assiste a uma disputa pelo poder dentro do Movimento pela Democracia (MpD) e pré-candidatos à presidência da Câmara da Praia (CMP), a “puxarem a brasa para a sua sardinha”. Porém, a Comissão Política Concelhia do MpD coloca ordem em casa e impede aos pré-candidatos de fazerem campanha.

Por um lado, está Alberto Mello, conhecido por Beta e actual Vereador das Infra-estruturas, Transportes e Espaços Urbanos da Câmara da Praia que lançou a sua campanha como pré-candidato à autarquia praiense sob o lema “Praia agora é Beta!”. Este mostra uma grande empatia nas redes sociais e aposta nesta ferramenta para divulgar a sua campanha para ser eleito pelo MpD como a nova cara do partido para liderar a Câmara da Praia, onde também divulga alguns dados das sondagens que dão a vitória a Beta contra qualquer candidato da oposição do PAICV.

Pré-campanha de Beta:

“Se as eleições para a Câmara Municipal da Praia tivessem ocorrido naquele período (21 a 24 de Abril), Beta seria o vencedor, independentemente do candidato apresentado pelo PAICV. Alberto Mello obteria cerca de 43% dos sufrágios contra 23% de Antero Veiga. Num embate com Cristina Fontes, o candidato democrata obteria 43% contra 25% do número dois do governo de José Maria Neves. Rui Semedo fixaria os votos em 24% e Alberto Mello manteria os 43%”, escreve na página do Facebook do pré-candidato Beta. Ainda se lê que “como se percebe, Beta é o candidato mais bem colocado para alcançar mais uma vitória para o MpD na capital do País. Mas, a diferença ascendente entre o candidato democrata e os possíveis candidatos do MpD tende a aumentar, tendo em conta que as eleições (em princípio) se realizarão em Setembro. Beta é o candidato da vitória democrata e apresenta-se a cada dia que passa como aquele que tem melhores condições para continuar a autêntica “revolução” iniciada por Ulisses na capital em 2008” e assina o post como: Sem djobi pa lado, Beta é a solução!

Do outro lado dos ventoinhas, está Óscar Santos que sucedeu ao trono da CMP do actual Primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva. Óscar Santos está no cargo como edil desta Câmara, mas está disponível para dar continuidade ao trabalho na CMP.

“Pré-campanha” de Óscar Santos:

“De acordo com as sondagens da empresa Pitagórica, a mesma que fez os estudos das intenções de voto nas últimas eleições legislativas que deram a vitória retumbante ao MpD, “se as eleições autárquicas se realizassem neste momento, Óscar Santos, enquanto candidato pelo MpD, seria o vencedor, recolhendo a maioria dos votos, entre 55,9% – 64,9%” e o referido estudo dá conta ainda, que o PAICV, com o candidato Antero Veiga registaria entre os 19,4 e 28,4 por cento das intenções de voto, apesar de um crescimento significativo face ao resultado conseguido nas legislativas de 20 de Março. Já o candidato da UCID, Austelino Moreira não iria além dos 0, e 5,1 ponto percentual”. Todavia, Óscar Santos ainda não tem nenhum lema para apelar à sua sucessão a si próprio na CMP e adianta que, “neste momento, preocupo-me com os trabalhos que temos em curso e pensar nas melhores soluções para a Praia até ao último dia do meu mandato. Entretanto, como de resto já tive oportunidade de dizer, estou disponível para dar continuidade ao trabalho realizado por esta equipa anteriormente liderada pelo Dr. Ulisses Correia e Silva e agora por mim”.

Fim das “lutas” interiores no MpD

Para a realização das autárquicas é necessária a existência de candidatos dentro do partido. Na cidade da Praia, Beta dá a sua disponibilidade para governar a capital e lança uma campanha para apoiar a sua escolha como candidato à Câmara da Praia. Por sua vez, Óscar Santos mais acanhado na “luta” pelo poder autárquico, demonstra a sua disponibilidade em continuar o trabalho na CMP e está focado nas melhores soluções para a capital até ao fim do seu mandato. Todavia, a “Comissão Política Concelhia (CPC) do MpD impede os pré-candidatos de fazerem “campanha” no âmbito da auscultação para a escolha do candidato do Partido à Presidência da Câmara Municipal da Praia”, lê-se no perfil do pré-candidato Beta que acrescenta ainda que “acato a determinação da CPC e, por tal, já dei indicações aos meus colaboradores para deixarem de ‘postar’ nesta página. Bem assim, suspendi as minhas deslocações aos bairros para contactos com militantes e eleitores. Fico aguardando serenamente o resultado da sondagem e a decisão dos órgãos dirigentes do Partido”.

  1. Só observo

    fadiga ki mata nhanha sebam kkkkkkkkkkkkkkkkkk

  2. Pedro Mendes

    Força Beta. És o melhor candidato para Praia. Se tudo correr bem, independentemente das tramónias que podem inventar dentro da CPC, és o MELHOR. Força. estamos contigo.

  3. Jose.Duarte

    Existe um outro Candidato que é o Eng. Agostinho Lopes, pelo que parece vosses não estão interessados a divulgar o nome dele. AGOSTINHO HOMI PA PRAIA

  4. Jose.Duarte

    Existe um outro Candidato que é o Eng. Agostinho Lopes, pelo que parece voces não estão interessados a divulgar o nome dele. AGOSTINHO HOMI PA PRAIA

  5. DiPraia

    Nesta guerra interna , o Agostinho Lopes é o único com capital político e capaz de unir numa só equipa Óscar e Beta

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.