Taxa de desemprego baixou em 2015

13/05/2016 05:37 - Modificado em 13/05/2016 05:37
| Comentários fechados em Taxa de desemprego baixou em 2015

desempregoA taxa de desemprego em Cabo Verde baixou de 15,8% em 2014 para 12,4% em 2015, registando o valor mais baixo dos últimos quatro anos, segundo dados do Instituto Nacional de Estatísticas (INE) cabo-verdiano.

Segundo os dados do Inquérito Multi-Objetivo Contínuo apresentados hoje pelo INE, houve uma redução de 3,4% da taxa de desemprego entre 2014 e 2015.

A taxa registada em 2015 é a mais baixa dos últimos quatros anos, já que em 2014 o valor situou-se nos 15,8%, contra os 16,4% de 2013 e 16,8% de 2012.

O valor aproxima-se do registado em 2011, que foi de 12,2%, ano em que o INE implementou o Inquérito Multi-Objetivo Contínuo (IMC), que apresenta estatísticas relativas ao emprego e mercado de trabalho no país.

O presidente do INE, António Duarte, justificou a diminuição do desemprego em Cabo Verde com o aumento do emprego no meio rural em 2015 e pelo facto de o país ter menos 6.728 pessoas desempregadas.

A recolha de dados para o estudo foi feita entre os meses de novembro e dezembro do mesmo ano, logo após as chuvas, o que fez com que a agricultura fosse o ramo de atividade que criou mais empregos em 2015 (19,1%), contra 15,3 em 2014.

Segundo os dados, em 2015 Cabo Verde contava com 194.485 pessoas ocupadas, mais 11.654 em relação ao ano anterior.

Já a população inativa foi de 158.911 em 2015, mais do que os 157.591 no ano anterior.

No ano passado, Cabo Verde tinha uma taxa de ocupação de 51%, maior do que os 48,8% registados no ano anterior, sendo a ilha da Boavista a com a maior taxa (65,5%), contra São Miguel, na ilha de Santiago, com 29,2%.

Os dados indicam que as empresas privadas foram os maiores empregadores, com 34,6%, seguidas de pessoas por contra própria (27%) e da Administração Pública (18,1%).

Segundo o INE, a taxa de desemprego diminuiu na maioria dos concelhos cabo-verdianos, exceto São Filipe, São Vicente e Brava, que regista o valor mais elevado (18,5).

Também acima da média nacional estão os concelhos de São Vicente (cerca de 14%), Praia e Boavista (cerca de 15%).

O desemprego jovem – pessoas com idades compreendidas entre 15 e 24 anos – também diminuiu, passando de 35,8% em 2014 para 28,6 em 2015.

O INE registou ainda que Cabo Verde contava com uma taxa de subemprego de 26,5%, que corresponde às pessoas que trabalharam menos de 35 horas por semana durante o período de referência para o estudo.

Notou-se que nos concelhos em que a taxa de desemprego é mais baixa, a taxa do subemprego é mais elevada, salientou o presidente do INE.

O inquérito revelou que o desemprego é mais elevado nas pessoas com estudos secundários (16,3%), seguido do pós-secundário (11,2%) e do primário (10,2%).

Lusa

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.