Mindelo me chamou

10/05/2016 08:00 - Modificado em 10/05/2016 08:00

tochaMindelo me chamou

Acordei bem cedo, a semelhança de todos os dias. Não tenho o que fazer. Não trabalho, não faço nada. Passo os dias a contemplar essa chuva que incessantemente cai e ver as pessoas cheias de roupas, apressadas para irem sei lá onde. Enfim, que vida!

Ando amargurado, entristecido com certas e determinadas situações que em nada me ajudam. Já sou pessimista por natureza, com esse tempo que me deprime, muito mais fico.

Bom, vou mesmo é abrir o meu computer, flutuar um pouco nas ondas da Internet, ao menos assim chego a outros cantos do mundo. Entro no hotmail para ler o meu email. Estupefacto fiquei de facto ao ver uma mensagem de Mindelo. Mas o que esse tal de Mindelo quererá comigo? Não sou rico, não tenho nada valioso, que raios ele deverá ambicionar?

Devo abrir ou devo afundar logo no lixo? Mas se colocar no lixo ficarei curioso? Será que vou me arrepender? Dizem que a curiosidade matou o gato, mas eu não sou gato. Olhe, o melhor mesmo é reparar o que há ai. Vou benzer-me antes pois, se for coisa má estarei já enredeado portanto, imaculado e protegido. Vagarosamente aproximei-me do ecrã. A minha pulsação já estava a mil.

“Volta pa bo terra Cabo Verde!” Foram as primeiras palavras que li. Eu já fervia. Num acto de pura magia os meus olhos transformaram-se. Comecei a ver um brilho incandescente, como um olhar de uma serpente.

Continuei a ler mais a descrição, sem comparação. Era a minha linda e formosa cidade que me chamava.

Fui ao facebook para ver se ela tinha um novo look, pois há muito que não lhe punha os olhos em cima. Mal olhei provocou logo emoção no meu coração. Mas que gira cidade! Cara de menina corpo de mulher majestosa.

Essa é a cidade que me viu nascer. Desde que há conheci nunca mais esqueci pois ela é especial e nada banal.

Quanto mais lia, mais me apetecia ler. Cidade com uma beleza contagiante, só quero vê-la a minha frente. Parece que foi pintada numa tela à luz da vela.

Mas espera aí! Porquê não recebi uma correspondência do Dubai? Dizem que é uma cidade rica, esplendorosa, cheia de luzes. Ainda por cima é quente. Mas ali não encontrarei o meu porto seguro. Ali não há o que eu procuro. Suspirei para os meus botões.

O que tenciono mesmo é regressar a Mindelo pois, essa cidade é o meu esplendor, que me enche de calor para que possa passar essa dor. Sempre lhe dei valor. Responderei com um sinal de positivo ao chamado.

Quero me perder nos seus cantos e conquistar todos os seus recantos.  Cidade pequena mas engenhosa. Cidade cultural, também é escultural.  Ela tem douçura, vou-me perder em loucura. Alí não temos ouro, mas aquele clima ameno é o nosso tesouro.

Essa linda cidade que  me cativa. Eu dou-lhe muita importância pois mesmo  a distância eu sinto o cheiro da sua essência!

Quem alí está não quer sair e os que já saíram para lá querem voltar. Não há nada melhor do que admirar o pôr do sol, junto à Baía do Porto Grande. A beleza do Monte Cara contagia, tem mestria. Voltarei seguramente!!!

 

Tocha Sousa

niltonsousa@hotmail.com

  1. Fiat Lux

    Gostei imenso Nilton. O título poderia ser também “O Regresso dos que não Foram”. Parece anedótico mas explico. Dos que não foram porque esta Ilha como dizes cativa e nos provoca uma dor quando dela partimos, daí como disse outro poeta, o querer partir e ter que ficar. Muitos regressam sem ter partido, pelo menos fisicamente, pois o fascínio de outras terras também chamam, a imaginação voa e viaja em direção a longínquas paragens, acabando por regressar a esta Ilha Mítica que nos prende, que nos amarra, para logo caírem na realidade e ver que afinal estão de regresso sem terem partido. Um abraço Nilton.

  2. Boss

    Grande Tocha, mas um texto agradável de se ler. Continua. Forte Abraço

  3. Mindelo

    Excelente texto sobre Mindelo. Muito bom mesmo

  4. Comentador

    Muito bem escrito. Gostei imenso. Belas palavras

  5. Visigolo

    A beleza do Monte Cara contagia, tem mestria. Voltarei seguramente!!! Sim sr. mt bem. Saudações

  6. S. Vicente

    Bom texto. Parabéns.

  7. Observador

    Caro Nilton bo t habitua nos que bom kualidade pa. sim sr. continua. No cre mas e mas!!

  8. Andrade

    Ótimo texto. Apreciei bastante. Sempre bom ver jovens com essas iniciativas ainda por cima com um texto mt original.

  9. Tocha Sousa

    Obrigado a todos pelos comentários. Saudações

  10. Antero

    Olá jovem! Não te conheço e por isso estou mais avontade para te dizer o que vou dizer de seguida:
    – se mandasse nesta ja mitica Cidade do Mindelo, pedia-te a devida autorização, e mandava fazer do teu texto grandes murais em todos os pontos de desembarque desta Cidade. Por ti, mas sobretudo por todos aqueles que partiram e voltaram, mas também por aqueles que chegam pela primeira vez.

  11. Elsa Almeida Delgado

    Cativante adorei o texto parabéns Nilton, vai em frente. A nossa linda e acolhedora Cidade do Mindelo merece, amo a minha terra, la irei voltar brevemente se Deus quiser!!!!

  12. Noca

    Gostei imenso dessas lindas palavras. Continua

  13. Tocha Sousa

    Obrigado à todos pelos comets. Saudações

  14. Requinte

    Muito bem escrito, com uma subtileza enorme, exorbitante. Parabéns

  15. Mindelense

    Texto muito emocionante. Parabéns

  16. Mindelense

    Muito bom texto, emocionante. Parabéns

  17. Dolito

    Grande obra sim sr. Está de parabéns que teve esta brilhante ideia. Texto do género são uma raridade.

  18. Rose

    Lindo texto, lindas palavras…

  19. Carlos Andrade

    Texto emocionante. Toca qualquer um. Meus parabéns ao autor.

  20. Fernando Santos

    Bom texto, continua. Abç

  21. Dje Guebara

    Recordar è viver, tambèm não devia-mos de olvidar do nosso imortal sanvicentino que levava a sua e a nossa ilha no coração com as lindas estorias do nosso mindelo. Ao fazer esta recordação dedicio este espàcio a Zizim d’ Ti Djô Figuera, que por cada domingo me fazia recordar da minha querida ilhinha dos meus amores e a minha inesquecida cidade do mindelo. Descança em paz Zizim d’Ti Djô Figuera.

  22. João cabral

    Muito Bom. Nice texto.

  23. Criolo

    Isso é uma utopia e pretexto para escrever o que foi um passado longínquo do que outrora foi Mindelo. Posso concordar com o que foi escrito no texto nalguns pontos e discordar de outros na sua maioria. Os que vivem além mar podem ter ainda em mente essa utopia passada e não fazem noção do Mindelo que é agora. Meu amigo, quantos anos tens?? Viveste quantos anos em Mindelo? De que sabes da miséria mindelense e das dificuldades da ilha?? Todo o mundo não vê os bastidores, vê apenas o front-line como a Laginha, Pont d’Água ou alguma outra coisa mais bonita, mas de beleza a ilha perdeu há muito tempo que a encantava. Discordem, mas é a realidade.

  24. Big Boss

    Excelente texto, muito bem escrito. Saudações a todos

  25. Dirce

    Sim Sr. gostei imenso. Uma escrita deveras agradável. Cumpts

  26. Du Lopes

    Um texto muito bem conseguido. Parabéns ao autor pela forma como descreve a cidade em jeito de proza literária. Tenho acompanhado alguns textos do nilton e sinceramente vejo muita imaginação, criatividade e sobretudo uma linguagem extremamente acessível, o que me agrada muito. Saudações

  27. Trovador

    Muito bom texto, muito bem escrito!

  28. Observador

    Gostei imenso meu caro, tas num bom caminho.

  29. Medina

    Há muito que não lia um texto tão alegre, entusiasmei bastante. Fico a espera do (s) próximo (s). Saudações

  30. NaNy

    Gostei bastante.

  31. Djonny

    São vicente meu berço, minha terra, minha amada. Grande texto sim sr.

  32. Nelida

    Texto muito bem conseguido, gostei muito.

  33. Zaidy Mota

    Mindelo te inspira. Um tem que dá parabéns p autor.

  34. Ely levy

    Muito bom texto.

  35. Cruz da Silva

    Um texto muito agradável. Felicitação ao autor para tanta imaginação!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.