AM aprova concessão do antigo Consulado Inglês para empreendimento turístico

6/05/2016 08:54 - Modificado em 6/05/2016 08:54

AprovadoA Assembleia Municipal de São Vicente na sua última sessão ordinária deste mandato aprovou a proposta de concessão do edifício do antigo Consulado Inglês à empresa Spencer Construções para a construção de um empreendimento turístico. O documento foi aprovado por unanimidade pelos deputados presentes, depois de passar por um debate onde foram corrigidos alguns pontos do contrato de concessão.

Na justificativa do voto, o MpD viu um projecto bom e com benefícios para São Vicente, como sustentou no debate o seu líder da bancada, Jorge da Luz. E o PAICV e a UCID seguiram a mesma linha.

“Desde 2013 que a nossa bancada tem uma preocupação com o muro, principalmente do edifício do antigo Consulado Inglês, e depois da discussão, colocámos as nossas preocupações e chegámos a um entendimento que vai ser levado em conta, pelo que não poderíamos deixar de dar o nosso voto favorável porque São Vicente precisa de um projecto interessante”, justificou o líder da bancada da UCID, Lídio Silva.

A bancada do PAICV justificou o voto por uma coerência política e pela atitude que a bancada tem tido durante as sessões. “Sempre defendemos que os investimentos em São Vicente são necessários e defendemos que São Vicente precisa de aumentar o número de quartos para aumentar o turismo. Sempre defendemos que São Vicente precisa de um nova dinâmica económica”. E baseando-nos nestes princípios, como justificou o líder da bancada, Alcides Graça, não poderíamos, tendo esta postura, deixar passar esta oportunidade sem dar o aval ao projecto.

O Vereador Rodrigo Martins foi o responsável pela apresentação do projecto. Durante a sua apresentação, justificou que traz muitos benefícios à ilha na geração de empregos, 30 directos e na dinâmica da economia da ilha, assim como fomentar o turismo em São Vicente. Para o Vereador, o projecto vai valorizar a ilha, a zona da Avenida Marginal e o património de São Vicente.

Contas de Gerência e actividades entre municipal

Antes da aprovação do projecto, os deputados estiveram a discorrer sobre as contas de gerência de 2015 e a actividade municipal entre sessões. E, deste ponto da agenda, e seguindo as declarações políticas antes da ordem do dia, a UCID e o PAICV classificaram como negativo o trabalho da edilidade.

O PAICV justifica a classificação ao trabalho da edilidade pela gestão corrente do Município sem ter uma visão de desenvolvimento da ilha. Do outro lado, a UCID sustenta a actuação negativa pelo sentimento de que foi enganada pelo Edil sem dar seguimento aos projectos e sugestões da sua bancada.

O MpD, por sua vez, congratula-se com os feitos do executivo. E o balanço por parte do Presidente da CMSV, Augusto Neves, é positivo. “O facto de uma Câmara Municipal executar 95 por cento do plano de actividades, é um bom sinal. Foi todo um esforço desta Câmara que teve apoio de muitos parceiros. Apesar das dificuldades do antigo Governo, conseguimos fazer muita coisa útil à população. É óbvio que gostaríamos de ter feito muito mais”.

Esta foi a última sessão deste mandato, a não ser que haja alguma sessão extraordinária.

  1. Francisco andrade

    Boa iniciativa

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.