Entany terá morto os colegas antes das 0:45H de segunda-feira e os civis ás 10 horas

3/05/2016 07:37 - Modificado em 3/05/2016 10:32

A linha de investigação do NN já tinha concluído que os três civis foram mortos entre as 10h e 10h30m de segunda-feira. Isto de acordo com os guardas da casa presidencial em Monte Tchota que disseram ao NN que ouviram vários tiros nessa hora. Não souberam dizer quantos tiros, nem se eram de rajada de metralhadora. Disseram também que não estranharam os tiros porque é um destacamento militar. Mas é uma pista que indica a hora do assassinato dos civis, quando cruzada com informação que depois da 11 horas o suspeito foi visto num jeep Teryos e que terá embatido num carro.

Mas a que horas terá morto os militares? Na sua página do Facebook o homicida confesso deixas algumas pistas. Alterou a foto de perfil e de capa no dia 25 de Abril, Segunda-feira às 0h45. Coloca uma foto onde aparece sem camisa a mostrar o corpo tatuado. Também alterou a foto de capa para uma imagem onde se vê um rapaz solitário em frente a uma jibóia. A questão ainda não esclarecida é se fez isso antes ou depois de, segundo a sua confissão, ter morto os camaradas de armas que estavam a dormir. Mas esse dado pode ser esclarecido com escala de serviço que deverá indicar as horas em que ele esteve de sentinela. Este aspecto irá mostrar o tempo que ele esteve com os cadáveres e porque não fugiu logo. Por outro lado se optou por esperar para poder ter acesso a viatura dos civis mostra planificação e sobretudo a convicção que não haveria contacto do comando com o destacamento.

Entany Silva FZ é o nome do soldado nas redes sociais, identifica-se como atirador especial na empresa Snipers & Rifles, um termo em inglês, no qual a pessoa tem formação especializada para atirar em alvos a partir de posições escondidas. Ainda o homicida confesso do massacre em Monte Tchota diz que é solteiro e natural de Cabo Verde.

“O jovem soldado já se mostrou arrependido e já disse que se fosse hoje não cometeria tal acto”, disse o chefe do estado-maior das Forças Armadas demissionário ao Inforpress e esclarece que a investigação está a decorrer, visto que o soldado é a única pessoa capaz de esclarecer o sucedido.

Entany Silva FB

  1. Fernando Fortes

    Ele que vá para o diabo com o seu arrependimento.
    Que lhe apliquem 30 anos de cadeia,para ter tempo suficiente para arrepender.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.