Jovem morre após regressar de funeral do primo assassinado em Monte Tchota

2/05/2016 07:00 - Modificado em 2/05/2016 08:03

taniaTânia Almeida 29 anos faleceu na sequência se uma indisposição após regressar do funeral do primo, Anacleto uma da vitimas do massacre de Monte Tchota. Os familiares desconhecem os motivos que levaram a morte da jovem residente me Cha de Alecrim São Vicente.

O acontecimento em Monte Tchota que vitimou as onze pessoas entre as quais oito militares e três civis continua causando dor no seio das famílias. Tânia Almeida é uma jovem de 29 anos residente em Chã de Alecrim e que deslocou se à Santo Antão na passada quinta feira para participar do funeral do primo Anacleto, uma das vítimas do massacre em Monte Tchota e não regressou com vida.

Alexandrina, tia da malograda conta ao NN que a Tânia sentiu se indisposta durante o funeral sendo socorrida pelas pessoas presentes. Após chegar em casa Tânia se sentiu melhor mas queixava fortes dores de cabeça. No dia seguinte a situação piorou e conduziram na ao hospital, mas acabou por sucumbir antes de dar entrado na unidade hospitalar.
João , tio da jovem, lamenta a morte da sobrinha e diz que dada as condições da zona de “Caibos de Ribeira de Jorge” e devido a longa distancia não foi possível salvar a sobrinha.

O corpo da malograda já se encontra em São Vicente aguardando a chegada dos familiares que vivem fora do país. Tânia era conhecido pelos familiares por uma pessoa amável, extrovertida e amiga das pessoas.

  1. Dje Guebara

    Maldito seras tu assesino y que cada dia de prisão serà um martirio para ti bandido. Para as familias enlutadas meus sinceras condolências para a pobre difunfa um repouso espiritual em a Santa Paz. Amèn.

  2. Descabsa em paz
    e ke a terra seja leve pra ti

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.