Alveno Soares promove Workshop de cidadania para estudantes do Liceu José Augusto Pinto

29/04/2016 08:45 - Modificado em 29/04/2016 08:45
| Comentários fechados em Alveno Soares promove Workshop de cidadania para estudantes do Liceu José Augusto Pinto

alvenoAlveno Soares é um dos jovens cabo-verdianos seleccionados para o Mandela Washington Fellowship, no âmbito do programa Jovens Líderes Africanos, YALI, 2016.
De acordo com o jovem activista de São Vicente, o Workshop está sendo desenvolvido na sequência de um projecto “Oficinas de Cidadania” que tem como objectivo trabalhar as componentes dos Direitos Humanos, Cidadania, Voluntariado e participação cívica, empoderamento juvenil e participação juvenil em diversos âmbitos ou áreas da sociedade.
No entanto conta que também na inscrição para a bolsa de YALI na área de Liderança Cívica queria testar o projecto, e “no âmbito do meu estágio no JAP no gabinete de acção social, achei por bem utilizar esta oficina de cidadania como uma experiência para depois aplicar no terreno no regresso do programa de Mandela Fellowship”.
O projecto será testado durante, esta semana, tendo iniciado no dia 25 do corrente mês e vai até esta sexta-feira, dia 29, na ludoteca do JAP e abrange cerca de 23 alunos, 20 do 12º ano de escolaridade e 3 universitários. Dezoito raparigas e rapazes.
A ideia, segundo Alveno Soares é trabalhar ao longo desta semana, componentes de cidadania, direitos humanos, com base na informação não formal e dinâmicas de construção de conceitos, através de diálogo e de igual modo testar o projecto de forma a avaliar se tem capacidade de implementação.
O projecto, conforme explica superou as expectativas, pelo menos nos primeiros dias, em que todos os inscritos marcaram presença. “ Quero que seja um exemplo para a escola, para ser uma aposta no próximo ano e que decorra ao longo de todo o ano lectivo”.
O objectivo é promover um diálogo de forma a despertar curiosidade sobre o tema que considera ser um défice nas escolas, e “quero que preocupam com a cidadania e que saibam que este não significa apenas votar, mas que engloba outros aspectos.”

“E se o projecto tem viabilidade e ao regressar dos Estados Unidos com outras competências e outras “bagagens” e  torná-lo um projecto maior e de preferência com abrangência em outras ilhas” confessa.

Agradece CNV, Centro Juventude de São Vicente, Imprintis como parceiras que o permitiram desenvolver o projecto no âmbito do estágio curricular obrigatório.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.