Ministro da Administração Interna: “estamos a tomar todas as medidas para o esclarecimento do caso”

27/04/2016 08:16 - Modificado em 27/04/2016 08:16
| Comentários fechados em Ministro da Administração Interna: “estamos a tomar todas as medidas para o esclarecimento do caso”

pmNa sequência dos acontecimentos ocorridos em Monte Txota, Concelho de São Domingos, Santiago, que terminaram com a morte de onze pessoas, oito militares, três civis, dos quais dois de nacionalidade espanhola e outro cabo-verdiano da ilha de São Vicente, o Governo reuniu o Gabinete de Crise para discutir a situação.

No comunicado à população, Paulo Rocha, Ministro da Administração Interna, avança que motivos pessoais estarão na base do ocorrido e põe de lado a teoria que o ocorrido tenha ligações com o narcotráfico ou um atendo ao Estado de Cabo Verde.

“Não existe ligação ao narcotráfico ou ao terrorismo. Presume-se que na origem do acontecimento estejam motivos pessoais o que exclui a ideia de atentado contra o Estado de Cabo Verde”, afirmou o Ministro.

Esta teoria é fundamentada pelo facto de um soldado do destacamento de Monte Txota estar desaparecido. E do local, como afirma o Ministro, “existem fortes indícios que esteja envolvido nos acontecimentos”.

Foram subtraídas nove espingardas e munições, mas garante que este arsenal já foi recuperado.

“As autoridades estão a tomar todas as medidas que se impõem para o esclarecimento cabal do caso”, garante Paulo Rocha.

Para as famílias, o Governo “lamenta muito esta tragédia e garante que todo o apoio será prestado”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.