Chacina no Monte Tchota: Ainda não se sabe como Dany foi assassinado

27/04/2016 08:12 - Modificado em 27/04/2016 08:12
| Comentários fechados em Chacina no Monte Tchota: Ainda não se sabe como Dany foi assassinado

dani1Conforme este online noticiou em primeira mão o civil cabo-verdiano assassinado, ontem, no Monte Tchota  chamava-se Danielton Monteiro, formado em Informática e docente na Universidade Lusófona em São Vicente e morador em Chã de Alecrim.

Tinha pedido uma licença de três meses para realizar um trabalho juntamente com dois técnicos espanhóis no Monte Tchota. Ainda não se sabe em que circunstâncias os civis foram mortos e mais importante porque foram mortos. O certo é que estavam na hora errada no lugar errado e acabaram chacinados por um soldado que por motivos ainda não divulgados decidiu matar a tiro de AKM quem lhe surgiu pela frente.

A morte de Dany gerou uma onda de dor, repúdio e incredulidade junto da população e em particular nos alunos e professores da Universidade Lusófona, onde no Mindelo as aulas foram interrompidas com alunos e professores em prantos pela morte do professor. A vítima deixa mulher e dois filhos ainda crianças.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.