Filomena Martins nega pelouro na CMSV

31/08/2012 00:27 - Modificado em 31/08/2012 00:27

O PAICV não aceita o pelouro proposto pelo presidente da Câmara Municipal de São Vicente. Filomena Martins, vereadora eleita nas últimas eleições pelo PAICV, diz que o pelouro proposto dado ao PAICV foi de empreendedorismo, turismo, património histórico e toponímia. A recusa deste pelouro baseia-se no facto de, segundo Martins, o partido teria de ficar quatro anos sem trabalhar porque esse pelouro é constituído por áreas que considera “vazias”.

 

Filomena Martins explica que a área do empreendedorismo por si só “não vale nada” se não estiver associada a outras áreas como micro-pequenas empresas, a formação profissional, ensino superior e juventude. Por isso adianta que fizeram uma contraproposta de que o pelouro fosse educação, formação profissional, ensino superior. Adianta que foi rejeitado pelo presidente já que os pelouros já haviam sido criados.

As outras áreas como turismo e património histórico, para Martins estão sendo trabalhadas pelo governo e que “no momento não há uma grande acção a ser feita”. Para o PAICV o turismo que trará desenvolvimento social económico humano a São Vicente é “um turismo articulado com a cultura”.

O partido reitera a vontade de trabalhar em prol do desenvolvimento de São Vicente e que recusou o pelouro por não querer “estar na câmara sem trabalho”. “Não aceitamos o pelouro ,mas vamos continuar a trabalhar arduamente para que São Vicente se desenvolva e evolua”. E para isso o partido espera fazer uma oposição, ainda que sem pelouro, com “propostas construtivas”. E essa mesma oposição será “construtiva, não bloqueadora, atenta e fiscalizadora”.

E Martins faz questão de que o presidente cumpra o que prometeu de que criaria um gabinete na Câmara Municipal para os vereadores que estão sem pelouro. E com acesso as reuniões da câmara e acesso aos dossiês promete fiscalizar todas as acções da Câmara Municipal.

  1. Nadia

    Tens toda a razão, Mas qual será a diferença então entre ficar com os pelouros propostos pelo Augusto Neves e ficar sem nenhum?

  2. Revoltado

    O paicv queria era o poder e não pelouros,como tal eles o paicv se recusaram a dar o rabo a seringa até porque trabalho na Camara Municipal de SV é o que não falta.
    Tenham juízo paicv

  3. HL

    Filomena não é nem nunca foi de S.Vicente, e não está e nunca esteve interessada no desenvolvimento de S.Vicente, Ela quer é estar na praia atrás de Zé Maria,. bem se vê como ela o defendeu no parlamento (esposa que se cuide). Vá directo O S………..

  4. antónio dos santos

    Não precisas de trabalho por que já a tens. Os bem informados já conhecem a proposta do Governo para que sejas a nova Presidente do CA da Enapor. Espero que não aceites, pois uma pessoa formada na aerea das ciencias humanas não pode dirigir uma aerea da dimensão economica como a Enapor, pese embora todos estes anos tenha sido dirijido por um mecânico. Mas por isso e por outros que a empresa faz tudo o que o governo manda-lhe fazer: por exemplo: pagar anualmente 23 mil contos a guarda civil.

  5. antónio dos santos

    e…ainda: para além da guarda costeira, e não a guarda civil, o governo mandou recuperar a Praia da Guada para dar ao militante Viula; e ainda pagar os 200mil contos dum barco comprado na holanda cujos juros e amortização do Capital são um colossal. A Enapor qualquer dia nem dinheiro terá para pagar salários. Só na Praia, no terminal, fez empréstimos que brada aos céus. Isso está que nem um barco a deriva.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.