Moçambique: Detidos 16 indiciados de assassinato de albinos na província de Zambézia

25/04/2016 08:30 - Modificado em 25/04/2016 08:30
| Comentários fechados em Moçambique: Detidos 16 indiciados de assassinato de albinos na província de Zambézia

PrisaoA Polícia da República de Moçambique deteve, em 2015, um total de 16 pessoas na província da Zambézia, em conexão com a perseguição e assassinato de pessoas com problemas de albinismo.

A detenção, segundo o comandante provincial da PRM, João Maunguele, resulta da denúncia feita às autoridades sobre a prática deste crime com mais incidência nos distritos de Ile, Milange e Alto Molócuè (Alta Zambézia).

Maunguele, que explicava os contornos da ação da corporação visando reprimir o crime, falava na terceira sessão ordinária da Assembleia Provincial, depois de os membros daquele órgão fiscal das atividades dos governos provinciais questionarem o trabalho da PRM visando travar a ameaça aos albinos.

A alta patente, citada pela Rádio Moçambique, disse ser preocupação do governo e da PRM combater todo o mal social que acontece e inquieta a sociedade e, desta feita, 16 pessoas estão a responder pelos crimes, mas os mandantes e as razões continuam a constituir o mote da investigação.

O ano transato é considerado, na província da Zambézia, um dos mais conturbados à corporação devido à incidência da caça aos albinos, assaltos à mão armada e outros crimes que se fizeram sentir naquela parcela do país.

 

abola.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.