Inspecções no Mindelo: IGAE diz que agiu dentro da lei

31/08/2012 00:24 - Modificado em 31/08/2012 00:25

A IGAE explica que as inspecções realizadas na última semana tinham mesmo a intenção de serem feitas com os estabelecimentos em funcionamento.

 

Do mau estar que causaram no último fim-de-semana ,dentro dos estabelecimentos inspeccionados, Elisângelo Monteiro, director da IGAE, explica que não era uma vistoria ,mas sim mesmo uma acção de inspecção e que os estabelecimentos tinham de ser analisados em pleno funcionamento.

Das inspecções dois restaurantes foram fechadas em São Vicente e o motivo do encerramento por parte da IGAE foi a falta de condições higiénicas ,o que Monteiro classifica como intolerável. Ainda consta do relatório da IGAE centenas de bebidas apreendidas fora de prazo de validade, bebidas e tabacos sem selo fiscal e mais de mil CDs “pirateados”, sobre tudo nas discotecas.

A apreensão dos CDs ,o que não foi bem aceita por parte dos proprietários das discotecas, que ficaram sem material de trabalho, a IGAE explica que deve ser tomada como uma medida de sensibilização. “Trata-se de um pedido antigo dos artistas que dessemos atenção a este aspecto”. Mas confessa que no momento tudo foi apreendido ,mas que alguns CDs serão devolvidos com a excepção dos artistas nacionais. Mas espera que possa ser feito algum investimento na aquisição de CDs originais para os dj’s fazerem o seu trabalho.

Elisângelo Monteiro diz que a inspecção foi feita sem sobressaltos e que é um procedimento habitual feito de forma esporádica para ver as condições dos estabelecimentos.

  1. Eu gostei de saber que a IGAE começou a actuar. Inspecções para todos sim, mas em simultâneo é impossível. Não acha, senhor Dirceu Lopes do Rosário? Só não concordo com a IGAE em devolver os CD’s estrangeiros. Se é pirataria é pirataria não tem que devolver nada.

  2. PRIGOSE

    Então na praia vai ficar sem discoteca nem restaurante se as investigações é feito mas par a controlar a higiene e os cds piratas. Na praia pro que eu sei os cds piratas são vendidos na sucupira a vista de todo o mundo e nimguem diz nada, higiene agora nem se fala é so de ver penso que o sr Elisangelo ja visitou a cidade da praia e sabe como funciona la as coisa. As investigações sera feita na praia tb espero q sim …

  3. morador de Vila Nova

    Eu acho que a IGAE esta a fazer o seu trabalho ,tudo bem, mas que não coloca isto como uma perseguição, porque tudo gente é cré dá sis show es ta começal é na S. Vicente, um ouvis dzé li ques fetcha restautantes por falta de higiene, a gora um ta pergunta, pq es que ta bai la na Sucupira na Praia es ba fetcha ques baraca é ta vende comida na meio de mosca e sem as minimas condições de higiene, bo ta oia gente ta vende comida até na rua sem nenhum condição de higiene, sem fala na vende de cd e dvd

  4. SN

    Ó prigose, Elisângelo é badiu, badiu, e el ta conchê realidad de sê terra. É mas um show q´badiu já bem dá na Soncent. Coitod D´nôs. Só garganta é k nô tem. Soncent é cobaia de tud o k es ta crê implamenta na Cabverd. Já ta na hora d´nô abri oi.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.