FA tinha enterrado sem detonar o engenho explosivo que provocou a morte de uma pessoa

25/04/2016 08:15 - Modificado em 25/04/2016 08:15

forcas_armadas cvO NN apurou que o engenho explosivos que provocou a morte do pescador Manuel Elias Lourenço de 51 anos no dia 1 de Fevereiro na localidade de Salamansa tinha sido enterrado pelas Forcas Armadas sem serem desactivados. Mas, a 1ª Região Militar de São Vicente que começou por negar que os explosivos pertenciam aos militares acabou por aceitar que pertenciam, mas o Comandante José Rui Neves afirmou na altura que foram cumpridos todos os procedimentos para a destruição desses projéteis militares, e que este procedimento foi feito na altura do exercício da NATO no país em conjunto com os especialistas dos países vizinhos com mais experiência no assunto.

Mas esta explicação não convenceu os familiares e muitos militares que perguntavam: se os engenhos explosivos foram destruídos, como então o que foi encontrado na Salamansa explodiu? O NN sabe que o inquérito realizado pela FAs para apurar as causas do acidente que matou um pescador já sabe as causas que levaram o engenho a  explodir e é bem simples: Não foram detonados. Esse relatório aponta que vários engenhos explosivos “foram enterrados sem serem detonados”. A ser verdade vem confirmar a suspeita das gentes da Salamansa que temem que existam mais engenhos explosivos  “enterrados “.

NN tentou confirmar as informações do relatório, mas  sem sucesso. Continuamos a tentar. O que está confirmado é que os familiares do pescador morto pretendem avançar com um queixa juntos dos tribunais, pois consideram que a FA é a responsável pela morte de Elias Lourenço. Este tinha encontrado esses explosivos durante a faina.

Mas não sabendo do que se tratava este terá batido com um martelo para fazer vincos no projétil e nele atar a corda que serviria como peso nas redes durante a pesca.

Desta feita, resultou a explosão que foi sentida a milhares de metros e também na morte imediata do pescador.
Na altura, o Comandante negou que os explosivos pertencessem às forças militares, acabando por afirmar que estes projéteis são bastantes utilizados pelos pescadores durante as pescas.

  1. Indignado

    As FA de CV servem mesmo para o que????

  2. se o cemfa e o comandante da 1rm tiverem vergonha na cara pouparia o ministro de os demitirem. Fora

  3. Mário

    Nisto que dá, todos somos« experts» em mentiras. E agora será silêncio total?
    Há uma familia arruinada com as vossas irresponsabilidades.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.