Boa Vista: Familiares de pessoas detidas acusam Polícia de violência e abuso de poder

25/04/2016 08:09 - Modificado em 25/04/2016 08:09

Boavista1Familiares de seis pessoas detidas, na tarde deste sábado , num dos campos de futebol na ilha da Boa Vista, acusam os agentes da polícia de uso de violência e abuso de poder. Os entrevistados pela RCV denunciam frequentes agressões gratuitas por parte dos agentes da polícia desta ilha e apelam por uma maior justiça e formação dos agentes da PN.

As pessoas residentes na ilha da Boa Vista estão revoltadas com a actuação da Polícia na ilha e acusam os agentes de uso de violência e de abuso de poder.

Os familiares de pessoas detidas na sequência de um distúrbio num dos campos de futebol da ilha estão descontentes com a situação de frequentes agressões físicas por parte de agentes da polícia na ilha da Boa Vista. Em reacção à RCV, Filomena, mãe de uma das pessoas detidas na tarde deste sábado, afirma que o filho foi agredido de forma gratuita por um agente da polícia.

Segundo declarações desta mãe que se mostra indignada, o filho que se encontra detido até ao momento, foi agredido com bofetadas no rosto, tudo porque pediu calma aos agentes da polícia que estariam a agredir duas pessoas.

Os familiares consideram desumana a actuação da polícia que foi accionada para repor ordem no campo de futebol onde decorria uma partida de futebol. Apesar de não ser contra o trabalho da Polícia, Pedro Ferreira considera excessivo o uso de poder dos agentes e apela pela intervenção das autoridades de justiça.

Infelizmente, esta não é a primeira vez que os munícipes reclamam contra o uso da violência e o abuso de poder por parte dos agentes da polícia em Cabo Verde. O País tem registado inúmeros casos do tipo, embora a justiça não tenha funcionado neste sentido.

  1. Fiat Lux

    Obviamente que a polícia não deve utilizar a sua farda, o pau ou a pistola para agredir gratuitamente pessoas. É óbvio também que as pessoas devem comportar-se de forma civilizada visando a redução do trabalho da polícia e, quiçá,sua extinção. Se cada um fizer a sua parte, respeitar o seu semelhante, cumprir todos os seus deveres nas diversas vertentes, como pai, mãe, amigo, trabalhador, cidadão, etc, não teremos necessidade do homem do pau vir nos bater para mostrar que não comportamos como devia ser… Pensem nisso.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.