Pagamento de velas no HBS: SINTAP não tem resposta do Ministério da Saúde

22/04/2016 08:24 - Modificado em 22/04/2016 08:24
| Comentários fechados em Pagamento de velas no HBS: SINTAP não tem resposta do Ministério da Saúde

hospital_batista_de_sousaAlguns enfermeiros do Hospital Baptista de Sousa reclamam pelo pagamento das horas extraordinárias do mês de Fevereiro. O Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (SINTAP), por sua vez, não consegue obter nenhuma resposta por parte do Ministério da Saúde e o Secretário permanente do SINTAP, Eduardo Fortes, acrescenta que este tipo de atitude pode “beliscar” as relações com os enfermeiros.

Eduardo Fortes assegura que “estamos preocupados, porque já contactámos os Recursos Humanos do Ministério da Saúde, mas sem resposta”; neste sentido, o Presidente do SINTAP, em entrevista à RCV, diz que até agora não há previsão para o pagamento das horas extras dos enfermeiros no hospital Baptista de Sousa (HBS), em São Vicente. O mesmo diz que não há feedback, nem informação, mesmo após a insistência do sindicato quer por e-mail, quer por telefone.

O Secretário do SINTAP justifica que os profissionais de saúde que estão no quadro do Ministério deveriam receber o valor das velas de Fevereiro juntamente com os salários. Desta forma, Eduardo Fortes frisa que a preocupação é justificada visto que “se os enfermeiros que estão sob a tutela do Ministério da Saúde ainda não receberam…”, que esperar “…para os que o recebem separadamente dos vencimentos”; assim sendo, o sindicato garante que estão apreensivos com a situação laboral dos contratados no HBS.

O Presidente do SINTAP acredita que mesmo não sendo responsabilidade do hospital em efectuar o pagamento das velas dos enfermeiros, a instituição pode interferir nesta situação, uma vez que “o HBS poderá servir de intermediário, tal como tem feito para a resolução do problema”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.