Laginha 2016: um elenco de luxo para um público cinco estrelas

19/04/2016 07:07 - Modificado em 19/04/2016 08:10
| Comentários fechados em Laginha 2016: um elenco de luxo para um público cinco estrelas

Terminou, na noite de ontem, a 3ª Edição do Festival de Música da Laginha 2016, com balanço positivo tanto do público, como da organização, que agradece o civismo com que foi brindado.

Dois dias de muita música e com a população mindelense a responder de forma positiva ao evento que, durante muitas horas, apresentou ao público mindelense diversos artistas tanto locais como nacionais e internacionais, tais como Paulo Flores, Sara Lopes e Justino Delgado, Tito Paris, Nancy Vieira, Mirri Lobo, Diva Barros, entre outros que fizeram do festival uma grande festa.

De realçar que este é o primeiro festival deste ano em São Vicente e é já considerado pelos mindelenses como um marco cultural a continuar.

Durante o fim-de-semana, a praia da Laginha foi o centro das atenções com diversas actuações e com o público bastante expectante nas próximas edições.

Diva Barros, uma das actuações da noite de domingo, disse que a sua presença no festival é uma forma de saudar a cidade pelos seus 137 anos e que a sua participação “nesta festa de homenagem à cidade é muito especial. Mindelo, pela sua referência, tem tudo a ver com esta festa”, enaltece a cantora.

Outra das actuações da noite foi a de Paulo Flores que diz estar orgulhoso por estar presente no festival e que, apesar de ser angolano, se sente cabo-verdiano.

A noite ainda contou com as actuações de Tito Paris, Ivanilda Delgado, Débora Paris, Djm Djob, Rui Barber, bem como com as actuações de diversos grupos de Hip Hop locais e do DJ mindelense Wills Rodrigues a animar a noite com diversos ritmos. Tito Paris e Paulo Flores ainda protagonizaram um dueto, numa mistura de Angola e Cabo Verde que não poderia ser melhor visto que a dupla encantou a plateia presente no areal da Laginha, com a fusão dos dois estilos.

Com os olhos nas próximas edições, Eurico Évora mostrou-se bastante contente com a adesão do público que encheu, durante o fim-de-semana, a praia da Laginha e com civismo soube aproveitar o espectáculo. “O pessoal de São Vicente comportou-se com bastante civismo, mais uma vez”.

Para este organizador, a festa foi completa, com excepção de uma ou outra actuação, como é o caso de Djó de África Star que não conseguiu estar presente no festival e também lamenta o de alguns grupos de Hip Hop que não conseguiram actuar devido a alguns atrasos e à natureza do evento, conforme explicou.

Além disso, a organização já está de olhos na próxima edição já que, segundo afirma, esta é uma responsabilidade que já foi assumida perante os mindelenses e será realizada sempre por altura do aniversário da cidade.

Festival Laginha

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.