O aeroporto Cesária Évora prepara-se para receber voos internacionais à noite

19/04/2016 08:02 - Modificado em 19/04/2016 08:02

aeroporto cesaria evoraA empresa Aeroportos e Segurança Aérea (ASA) pretende realizar um estudo cujo objectivo é preparar o aeroporto da ilha de São Vicente para acolher voos nocturnos internacionais.

A ASA e a Câmara de Comércio do Barlavento (CMB) estiveram reunidas com consultores que deverão fazer um estudo no Aeroporto Internacional Cesária Évora, que até agora só efectua voos nocturnos nacionais. Belarmino Lucas, Presidente da CMB, em entrevista à RCTi, assegura que houve consenso sobre a necessidade de abranger as operações nocturnas internacionais na ilha de São Vicente e também que “havendo esta possibilidade, seguramente haverá um aumento dos voos directos, visto que a disponibilidade das aeronaves aumenta durante a noite”.

O mesmo acrescenta ainda que será colocado no aeroporto da ilha o equipamento “GNSS” que diminuirá o risco de inoperacionalidade devido às condições climatéricas da ilha, como no caso da bruma seca. O Presidente da CMB assegura que “ficou expresso que se deve avançar para essas soluções o que deverá acontecer o mais brevemente possível”.

  1. M. Odette Pinheiro

    E qual a razão para não se preparar o espaço vazio a seguir à gare, para o estacionamento dos aviões, encurtando, assim, a distância que os passageiros e funcionários têm de percorrer a pé? E poupando, também, nos autocarros que, deste modo, seriam desnecessários? Já vi passageiros de voos internacionais terem de percorrer toda essa distância a pé debaixo de chuva, o que é absolutamente inadequado! Mesmo sem chuva, por vezes com o vento de S. Pedro não é nada agradável. E a ter de transportar toda a gente de autocarro, deve ser um gasto enorme. Autocarros, salários e benefícios dos condutores, gasóleo, tudo somado daria certamente uma boa poupança!

  2. Hipolito

    O Aeroporto Cesaria Evora precisa sim de ser equipado com um instrumento fundamental, que se chama ILS – sistema de aterragem por instrumentos, também conhecido pela sigla ILS (Instrument Landing System). E não o GNSS.(e não o sistema de nevegação global por satelite) O ILS, ´´e um sistema que permite uma aproxima e aterragem, em condiçoes adversas do estado do tempo, por exemplo bruma seca. A aeronave pode aterrar sem ver a cabeceira da pista. (Visibilidade Nula). Tende o ILS instalado ja pode aterrar de noite, com ajuda de outros acessorios.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.