Augusto Neves “São Vicente tem solução”

15/04/2016 08:32 - Modificado em 15/04/2016 08:32

AUGUSTO NEVESNo acto simbólico das comemorações dos 137 anos de Mindelo como cidade, a Câmara Municipal de São Vicente, através do seu Presidente que dirigiu a sessão, durante uma conferência de imprensa na manhã desta quarta-feira, falou sobre os desafios, os projectos e a ambição do desenvolvimento da cidade como um marco no desenvolvimento do País.

Num discurso com início nostálgico, Augusto Neves disse sentir-se agradado ao falar desta cidade com particular veneração e respeito, reavivando a memória do seu percurso, resgatando a sua bela e lendária história e enaltecendo os episódios que marcaram a sua existência. “Como aldeia, vila e cidade com uma história riquíssima que recordamos”.

Neves recorda alguns acontecimentos históricos da cidade que reverencia e deixa perante os mindelenses o testemunho de uma “perspectiva que vejo e desejo para São Vicente e os são-vicentinos”, cujo papel principal e responsabilidade será sempre de ser e saber identificar os problemas e de lhes definir “uma terapêutica na execução das melhores soluções que levam à redacção de soluções colectivas sempre tendo em vista a melhoria das condições de vida das nossas populações residentes e de todos os que nos visitam”.

Neves declara no seu discurso, que a CMSV está a fazer diversas reformas, adiantando ainda que a mesma vive hoje de uma forma perfeitamente regular, cumprindo totalmente com todas as suas obrigações fundamentais junto das instituições nacionais, ou seja, “tem um orçamento, um plano de actividades aprovado e tem as suas contas anuais aprovadas e remetidas ao Tribunal de Contas”. “Vive dentro da legalidade democrática que se impõe a um Município”, esclarece.

Neves destaca ainda os sectores que têm merecido a atenção da edilidade mindelense, como a educação “que tem merecido muito a nossa atenção como marco importante no desenvolvimento estratégico que queremos para a nossa juventude”. Realçando as obras em curso como a requalificação do centro histórico da cidade, garante que a edilidade está a trabalhar para a cidade gerando mais oportunidades para todos, na promoção do desenvolvimento que inclui todos os grupos, acreditando e valorizando o potencial de cada pessoa.

“Temos trabalhado para manter a cidade limpa com um programa intensivo de limpeza em todos os bairros, responsabilidade com o meio ambiente e com a nossa Baía, o reforço no calcetamento, bem como o programa de calcetamento artístico no centro da cidade como atractivo para os que nos visitam. Com outras entidades parceiras, temos desenvolvido muitos projectos: é o caso das ligações de água e esgoto a centenas de famílias”.

Para Neves, o futuro de São Vicente consiste no apoio à educação de qualidade aos jovens, no aumento do número de emprego, com metas na construção de moradias, uma saúde mais próxima a todas as pessoas e uma aposta na promoção da cultura e do desporto.

Relembra ainda as obras de construção de drenagem das águas de forma a reduzir o problema das inundações nalguns bairros e na cidade.

Esses avanços, segundo o edil mindelense, vão-se concretizando cada dia mais porque “temos a certeza que ao cuidar das pessoas e ao trabalhar pela promoção de mais justiça social, tal como garantir os direitos fundamentais, estamos a trabalhar para todos e todas”.

“Construímos ruas, parques, praças, o Centro de Saúde, casas e, o mais importante, construímos uma cidade, Mindelo, com mais oportunidades e dignidade para as pessoas”, enaltece.

Neves acredita que São Vicente tem solução.

  1. islene miranda

    Agora estamos a espera que possa fazer uma rotação dos bailes feitos na rua de lisboa. É que eu gostaria de ouvir musica também em monte sossego. Só na rua lisboa é pouco abrangente e as pessoas que moram lá já deram comentários pouco agradáveis, porque sistematicamente todo o sábado passa a ser incomodativo. Vamos rodar Sr. Presidente – monte sossego cima e baixo, chã alecrim, craquinha, vila nova, bela vista, ribeirinha, etc. Dignifica a ilha toda com melodia. O povo vai cobrar!!!

  2. JOAO

    Os terrenos nos locais mais nobre de São Vicente, são vendidos aos grandes empresários, aos estrangeiros e aos amigos de alguns funcionários da Câmara Municipal. Aos Sanvicentinos em geral, só restam os terrenos nas ribeiras e encostas sem condições de acesso rodoviário, redes de esgoto, electricidade e água. DEPOIS APARECEM COM A CARA DESENVERGONHADA PEDINDO UM VOTO DE CONFIANÇA A POPULAÇÃO.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.