AHN: Atraso na marcação das consultas deixa praienses descontentes

7/04/2016 00:29 - Modificado em 7/04/2016 00:29
| Comentários fechados em AHN: Atraso na marcação das consultas deixa praienses descontentes

Praia-Hospital_Agostinho_Neto_(4)Realizar uma consulta no Hospital Agostinho Neto na cidade Capital não é tarefa fácil. É preciso tempo e paciência para aguardar a marcação. Dois ou mais de três meses é o tempo para conseguir um consulta na Central de Consultas desse hospital. A situação não agrada nem tão pouco aos utentes que se dizem descontentes e não entendem a razão pela qual se deve esperar tanto tempo.

Os recursos financeiros são fracos, por isso, há que aguentar três meses ou até mais para obter uma consulta no Hospital Agostinho Neto, na cidade da Praia. As listas de espera são longas e a demanda é muito grande. Há quem espera e desespera e ainda há os que não resistem de tanto esperar e acabam por falecer sem conseguirem queixar a dor ao médico.

Os utentes do Hospital Agostinho Neto na Praia dizem-se descontentes com o atraso na marcação das consultas. A Central de Consultas do Hospital está constantemente lotada, porém, não consegue dar resposta atempadamente à demanda. Os entrevistados pelo NN afirmam estar descontentes com a situação e dizem não entender a razão da demora na marcação das consultas.

Para a marcação das consultas, os utentes devem retirar uma senha e aguardar a própria vez. Contudo, os utentes dizem esperar muito tempo até conseguirem chegar ao balcão de atendimento. No entanto, muitas vezes, as expectativas são frustradas uma vez que nem sempre há lugar para mais marcação de consultas e os utentes são obrigados a regressarem outras vezes até conseguirem uma “brecha” na lista das marcações.

Zizi, mãe de uma criança com problemas de saúde diz estar constantemente no Banco de Urgência desse hospital, pois o filho menor é asmático e necessita de ser frequentemente acompanhado pelo pediatra. A entrevistada considera “exagerado” o tempo que os pacientes aguardam para a realização de uma consulta.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.