CNE assegura que as autárquicas e as presidências serão realizadas com melhorias em termos logísticos

1/04/2016 08:16 - Modificado em 1/04/2016 08:16
| Comentários fechados em CNE assegura que as autárquicas e as presidências serão realizadas com melhorias em termos logísticos

votoA Comissão Nacional Eleitoral enviou os resultados oficiais das eleições legislativas de 2016 para serem publicados no Boletim Oficial, onde confere a conquista da maioria absoluta por parte do MpD. A Presidente da CNE adianta ainda que as eleições autárquicas e presidenciais serão realizadas com melhorias na logística.

A Presidente da CNE, Maria do Rosário Pereira, disse à RCV que em termos dos procedimentos que estão na alçada da CNE, esta trabalhará para que as eleições autárquicas e presidenciais a serem realizadas este ano sejam feitas com melhor gestão dos meios e dos materiais. Ainda a Presidente assegura que “relativamente à composição e à formação dos membros da mesa, que é uma competência da CNE partilhada com os partidos políticos, faremos com que o processo seja finalizado mais cedo e de forma a capacitá-los para responderem às necessidades nos dias das eleições”.

“Conforme o relatório dos observadores da União Africana, as eleições legislativas em Cabo Verde realizadas no dia 20 de Março foram consideradas livres, transparentes e justas”, acrescenta Maria do Rosário Pereira. Todavia, a mesma adianta que a CNE irá colmatar as anomalias detectadas pelos observadores.

A Presidente da CNE afirma que os 229.337 votos expressos se dividem nos seguintes termos: “1849 votos brancos, 1925 votos nulos e, dos partidos que concorreram às legislativas, o MpD conquistou 122.881 votos (53,8%), o PAICV 86.078 (37,53%), a UCID teve 15.488 (6,75%), o PP 777 votos (0,34%), o PSD 232 (0,10%) e o PTS 107 (0,05%). Relativamente à abstenção, do total de 347.622 eleitores, votaram 229.337, o que se traduz em 118.285 eleitores que não compareceram nas urnas (34,2%)”. Estes são os resultados enviados para a publicação no BO. Ainda de acordo com o Expresso das Ilhas, “na diáspora houve maior demora no apuramento dos resultados e o MpD e o PAICV vão dividir os mandatos elegendo, cada um, três deputados. De ressalvar que o PAICV venceu nos círculos de África e Américas e o MpD na Europa e Resto do Mundo.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.