Ulisses Correia e Silva promete aumentar o nível de segurança em Cabo Verde

29/03/2016 07:50 - Modificado em 29/03/2016 07:50
| Comentários fechados em Ulisses Correia e Silva promete aumentar o nível de segurança em Cabo Verde

ucsO actual Primeiro-Ministro, Ulisses Correia e Silva, considera “anormal” o nível de criminalidade no País, por isso, adoptou no seu programa de governo  um conjunto de medidas para alterar o quadro geral da criminalidade violenta e de homicídios em Cabo Verde, nomeadamente, adoptar um sistema judicial que funcione com maior celeridade, policiamento de proximidade, iluminação pública e ainda trabalhar na inclusão social.

Melhorar o nível de segurança, garantindo uma maior visibilidade da Polícia Nacional, apostar na criação de policiamento de proximidade, garantir maior nível de iluminação pública, dotar o País de um sistema de videovigilância e de um sistema judicial que funcione com maior celeridade.

Trabalhar na inclusão social, proteger as crianças e os jovens da delinquência, do álcool e das drogas, fazer uma forte acção contra a proliferação de armas brancas e de fogo, são algumas das medidas que Ulisses Correia e Silva pretende tomar para aumentar o nível de segurança no País para que os cidadãos se sintam livres e seguros em qualquer lugar.

Enquanto Presidente da Câmara Municipal da Praia, Ulisses Correia e Silva tentou implementar diferentes medidas no sentido de poder diminuir o nível de criminalidade na capital, contudo, diz sempre que encontrou dificuldades por parte do Governo e que agora pretende dar seguimento a esse conjunto de medidas por ele traçadas.

O PM eleito que considera o nível de insegurança “anormal” relativamente àquilo que seria socialmente suportável numa sociedade, garantiu ao NN que vai dar continuidade ao conjunto de medidas para alterar o quadro geral da criminalidade violenta e homicídios em Cabo Verde. Para Correia, a iluminação pública como factor de segurança vai garantir que em todos os bairros haja iluminação pública com sistema de videovigilância.

Apostar num sistema judicial com maior capacidade para resolver os problemas de uma forma mais célere e trabalhar na inclusão social é visto pelo PM como factores que poderão diminuir o nível de insegurança no País.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.