Tubarões Azuis: Adeptos confiantes na vitória

29/03/2016 07:32 - Modificado em 29/03/2016 07:32
| Comentários fechados em Tubarões Azuis: Adeptos confiantes na vitória

Cabo Verde_Tubarões AzuisCabo Verde enfrenta, esta terça-feira, a equipa de Marrocos a contar para a qualificação do CAN 2017. Depois da derrota em casa, os “Tubarões Azuis” são obrigados a ganhar para recuperarem o primeiro lugar do grupo e manterem a luta para a qualificação. O jogo em casa não foi o que os adeptos esperavam e acabou por ser um jogo em que Cabo Verde não conseguiu jogar o seu futebol e acabou por perder a invencibilidade no Estádio Nacional.

Neste jogo de terça-feira, a selecção de Cabo Verde não vai contar com duas peças importantes, Zé Luís, avançado do Spartak Moscovo, devido a lesão, e o médio do Estoril de Portugal, Babanco, que está condicionado para o jogo com a equipa médica da selecção a tentar recuperar o jogador para este encontro.

O ambiente em Marrocos não se adivinha nada fácil, mas a confiança de um bom jogo por parte dos “Tubarões Azuis” é a certeza de vários mindelenses. “Acho que vai ser um jogo totalmente diferente do jogo em casa”, é a certeza de César Lima. Para este adepto, o último jogo da selecção foi um bocado atípico, mas sente que foi só um passo atrás para dar mais um para a frente.

No último jogo, Beto estreou-se à frente da selecção e, para Micau Santos, deveria ter sido um incentivo para os jogadores demonstrarem mais para ganharem a confiança do seleccionador. “Sinto que toda a equipa estava nervosa e temos de fazer mais para manter a posição no ranking, mas o mais importante é conseguir a qualificação que seria um feito histórico com três presenças consecutivas”. Para este adepto, o povo está à espera da vitória.

“Precisamos de ver que o adversário também não é fácil. Tem um grande historial e bons jogadores”, analisa Rodrigo Santos. Para este “fã dos Tubarões Azuis”, se a selecção quer ganhar tem de trabalhar muito mais do que fez em casa. E acrescenta que não temos de arranjar dos maus resultados, temos de esforçar para melhorar os aspectos. Sobre o vento que foi visto como o culpado da derrota, diz que os jogadores têm de estar preparados para qualquer situação. “Vento não pode ser desculpa, Cabo Verde é um país de vento”.

No jogo, o adversário vai fazer valer o factor casa para aumentar a vantagem sobre Cabo Verde. Uma derrota coloca Cabo Verde a seis pontos da liderança. Ainda que o jogo não seja decisivo, vislumbra-se como chave para as aspirações da presença cabo-verdiana no CAN 2017, a ser realizado no Gabão. É neste sentido que Jorge Delgado avisa que todo o cuidado é pouco. E aconselha os “Tubarões Azuis” a entrarem sem medo no jogo e a jogarem de igual para igual. “Temos de acalmar o estádio marcando logo no início do jogo, porque sabemos que os adeptos de Marrocos vão puxar pela equipa e, por isso, temos de acalmá-los e fazer o jogo que Cabo Verde já nos acostumou”.

O jogo realiza-se no Grand Stade Marrakech, terça-feira, às 18:00 horas, hora de Cabo Verde.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.