«The Economist» diz que Angola vai crescer apenas 1,1% em 2016

28/03/2016 09:27 - Modificado em 28/03/2016 09:27
| Comentários fechados em «The Economist» diz que Angola vai crescer apenas 1,1% em 2016

luandaA Economist Intelligence Unit (EIU) reviu em forte baixa a previsão de crescimento da economia de Angola, para 1,1%, argumentando com a produção de petróleo abaixo do previsto e a manutenção dos preços baixos este ano.

«Dado que esperamos que o preço do petróleo permaneça, em média, nos 42,9 dólares em 2016 e os aumentos na produção local vão manter-se abaixo das previsões oficiais, antecipamos, agora, que o crescimento abrande significativamente para 1,1%, o que, na prática, significa que o PIB real per capita vai diminuir pelo terceiro ano consecutivo», explica a unidade de análise económica da revista britânica «The Economist».

Os analistas da revista britânica lembram que «o Governo de Luanda está a projetar um crescimento de apenas 3,3%, abaixo da revisão do PIB em 2015, para 4,4%» e acrescentam que o executivo «espera que o crescimento não petrolífero se mantenha fraco, embora a agricultura vá crescer 4,6%».

A EIU acrescenta, no entanto, que o crescimento da economia de Angola vai acelerar nos próximos anos.

E antecipa «uma subida ligeiramente mais sólida na despesa pública e privada, acompanhado de uma recuperação dos preços do petróleo, deve permitir uma aceleração do PIB para 3,8% em 2018, antes de nova descida nos preços do petróleo e uma produção local mais moderada levarem o crescimento a abrandar para 2,5% em 2020».

 

abola.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.