São Tomé e Príncipe: FMI defende aposta no turismo e na produção do cacau

28/03/2016 09:24 - Modificado em 28/03/2016 09:24
| Comentários fechados em São Tomé e Príncipe: FMI defende aposta no turismo e na produção do cacau

fmiguine2015O FMI esteve duas semanas a avaliar a situação macroeconómica do arquipélago são-tomense, aconselhando o governo a continuar com as reformas reformas estruturais consideradas importantes para a criação de postos de trabalho, promoção do crescimento e redução da pobreza.

Entre os principais conselhos da equipa do FMI está a aposta no turismo, que deve ser considerada uma das áreas prioritárias, e no aumento da produção de cacau.

«No encontro com o setor empresarial, foi várias vezes referido que há empresas que acabam por gastar 40 por cento dos recursos operacionais só para eletricidade. Acabam por não ter os recursos que deveriam ter e isso tem impacto na criação de postos de trabalho. Vamos continuar os contactos com o Banco Mundial e o Banco Europeu de investimentos para vermos como melhorar o setor elétrico para que os preços sejam reduzimos e, assim, aumentar a produtividade das empresas», disse o chefe da Delegação do FMI, citado pelo Téla Nón.

Outros alertas deixados pelo FMI ao governo passam pela prudência fiscal e orçamental e redução de dívidas.

 

abola.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.