Falta de licenças condiciona operação da Binter em Cabo Verde

22/03/2016 08:30 - Modificado em 22/03/2016 08:30

BinterDe acordo com o Presidente da Binter, Pedro del Castillo citado pelo site espanhol newsavia.com, a expansão da companhia regional Binter Canarias em Cabo Verde, prevê a abertura de uma base operacional no País. Inicialmente prevista para começar a funcionar em finais de 2015, foi adiada para o corrente ano.

“As ilhas de Cabo Verde são como as ilhas Canárias dos anos sessenta e estão instaladas diversas empresas espanholas de hotelaria e turismo, como a Riu e a Meliá. Para impulsionar o desenvolvimento do País, fazem falta ligações aéreas entre as ilhas para turistas e viajantes em negócios”, disse Pedro del Castillo ao jornal económico espanhol ‘Expansión’.

A Binter espera receber as licenças necessárias para iniciar as ligações inter-ilhas dentro de dois meses. Trata-se de um projecto no qual a companhia canarina investiu cerca de quatro milhões de euros e que empregará 80 profissionais nas ilhas de Cabo Verde.

As ligações aéreas com o País, quer inter-ilhas, quer para o exterior, dependem em grande parte da companhia aérea nacional TACV, empresa que se encontra numa situação económico-financeira muito complicada. A entrada da Binter irá certamente ajudar numa melhor e mais diversificada oferta regional, ao mesmo tempo que poderá colmatar diversos constrangimentos hoje verificados na rede aérea comercial do País.

Espera-se que a Binter traga para o arquipélago boas referências como a pontualidade, a regularidade e uma relação com o cliente, para que possa ajudar a TACV a melhorar o seu desempenho e relacionamento com os clientes.

Fonte: newsavia.com

  1. sampadjudo

    estao a espera de localizer um sitio em santiago

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.