Cabo-verdianos expectantes com o novo Governo

22/03/2016 08:23 - Modificado em 22/03/2016 08:23

futebol-cabo-verdeResponsabilidade, trabalho intensivo, segurança, emprego, crescimento económico, mais infra-estruturas, estímulo aos investimentos, justiça, cobro aos crimes, iniciativa, descentralização e cumprimento das propostas da plataforma eleitoral, são as expectativas dos cabo-verdianos ouvidos pelo NN.

A vitória do MpD em todas as ilhas parece trazer algum alívio aos entrevistados por este jornal. O resultado das legislativas 2016 com 53,7 por cento, 119.129 votos, trouxe esperança aos cabo-verdianos que se diziam cansados dos 15 anos de governação do PAICV.

Os entrevistados estão expectantes e apelam ao cumprimento das promessas feitas durante a campanha eleitoral que acabou por convencer o eleitorado.

Ulisses Correia e Silva venceu as legislativas com larga vantagem sobre o PAICV, vencendo em mais de noventa por cento das mesas. Para os entrevistados, o Governo do MpD deverá agora trazer felicidade ao povo e satisfazer as suas necessidades.

“Nem tudo o Governo vai poder resolver, mas deverá ter capacidade suficiente para resolver os problemas que mais afligem a população do País”, afirma Nelson Benróz que apela por mais segurança e justiça. Criar condições para garantir mais emprego é o que esperam os jovens entrevistados pelo NN.

O empresário Nando Lopes espera que o MpD seja merecedor da confiança que os cabo-verdianos depositaram no partido e que estimule os empresários de modo a gerarem mais emprego jovem transformando a economia do País. Os cabo-verdianos acreditam que o novo Governo de UCS irá ter muito trabalho, apostar nos jovens evitando problemas sociais, esquecendo os interesses meramente políticos e dar tratamento igual a todas as ilhas.

  1. Eu acrescentaria mais ainda, o Governo formado pelo Dr. Ulisses Correia deverá ter um relacionamento mais estreito com os poderes locais dando-lhes mais poder, mais recurso e mais autonomia ou seja, descentralizar o mais possivel, porque só assim as ilhas poderão avançar, e o país dará um grande salto rumo ao desenvolvimento em beneficio das suas populações, e que nenhuma ilha ficará prejudicada como aconteceu na governação do Paicv.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.