Praia: festa religiosa condiciona afluência as urnas

20/03/2016 16:29 - Modificado em 20/03/2016 16:29
| Comentários fechados em Praia: festa religiosa condiciona afluência as urnas

voto10Quatro horas após a abertura das urnas a fluência as mesas se voto por parte dos eleitores era fraca. Apesar de algum atraso na abertura das mesas de voto em algumas zonas na cidade da Praia, por causa de compromissos religiosos muitos eleitores deixaram para o período de tarde para se dirigirem as mesas de voto.

Pouco mais das oito horas da manhã as urnas já se encontravam abertas na cidade da Praia. Os seis líderes dos partidos políticos já se fizeram as urnas onde exerceram seus direitos de voto. José Augusto Fernandes líder do PTS votou na Escola Luar em Terra Branca, na mesma assembleia de voto, onde votou João Além presidente do PSD.
Amândio Barbosa Vicente, líder do Partido Popular votava no Palmarejo, na Escola 13 de Janeiro enquanto a presidente do PAICV, Janira Hopher Almada votou na Escola Abílio Duarte também em Palmarejo.

Em São Vicente o líder da UCID, António Monteiro, presidente da UCID se dirigiu á mesa de voto na Escola Humberto Duarte Fonseca, Torrada por volta das 10 horas e trinta minutos onde exercer o seu direito de voto.
Apesar de algum atraso em algumas assembleias votos, durante esta manha não se notava grande fluência nas mesas de voto. Conforme os entrevistados pelo NN, sendo domingo de ramos, as prioridades nesta manhã era com os compromissos religiosos devendo os eleitores seguirem para as mesas de voto na parte de tarde.

Em conversa com Lúcia, uma jovem que pela primeira vez exerce o seu direito de voto, é importante que todos os jovens escolham  conscientemente o candidato que deverá dirigir o país, sendo um direito cívico, por isso logo após o almoço iria se dirigir a mesa de voto para cumprir o seu dever.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.