PAICV: “MpD tem gasto “rios” de dinheiro na compra de votos em São Vicente”

15/03/2016 08:05 - Modificado em 15/03/2016 08:05

PAICVA menos de uma semana das eleições legislativas, o PAICV reforça não só as suas actividades em São Vicente na divulgação da sua plataforma, mas também investe na estratégia dos seus adversários nestas eleições. João do Carmo tem sido o tom mais crítico na análise das estratégias dos adversários e assegura que o seu partido está “pronto e preparado para entrar de corpo e alma e trabalhar por Cabo Verde”.

Com as bases lançadas para o desenvolvimento do País, como refere a plataforma do PAICV, João do Carmo incide sobre o lema do MpD de que “Agora é a vez de Ulisses”. “No próximo domingo os cabo-verdianos vão dizer a Ulisses que esta não é a sua vez, porque Cabo Verde precisa de um partido sério, patriótico, trabalhador, com visão de crescimento e um partido que tem dado provas”.

Assegura que o partido está preparado para assumir a próxima legislatura, para que dentro de cinco anos Cabo Verde possa ser um país com mais emprego e menos pobreza.

Para o PAICV, o MpD tem gasto “rios de dinheiro na compra de votos em São Vicente” e lança o convite às pessoas a quem for oferecido dinheiro. “Convidamos a aceitarem e a tomarem o dinheiro dos empresários do MpD que estão a financiar esta campanha, para resolverem os vossos problemas”.

Outro ponto de crítica e acusação do PAICV ao MpD em São Vicente refere-se à colagem de cartazes. Para o PAICV, o MpD não tem colocado as suas listas nas paredes “porque apresenta a São Vicente uma lista fraca que não está à altura da ilha, composta por pessoas que não têm representatividade nesta ilha”. E acrescenta que pensaram que a imagem de Ulisses é mais forte do que a própria imagem do MpD.

Acusa ainda o MpD de estar a rasgar os cartazes do PAICV. Para João do Carmo, o PAICV coloca os cartazes e de madrugada o MpD aparece para rasgá-los.

“As coisas não são fáceis e temos consciência que é preciso mais tempo e mais um voto de confiança para continuar a desenvolver Cabo Verde que tem uma economia frágil mas que tem novos desafios que nós estamos prontos para enfrentar e com esta nova liderança”, afirma concluindo o seu discurso.

  1. Francisco

    Isso mostra o desespero do PAICV em aceitar a derrota no dia 20 de Março

  2. Jorge

    Toda a gente sabe quem compra votos em Cabo Verde. É o paicv, que nunca quer sair do poder, mas desta vez, podem caluniar por causa do desespero mas vai para a oposição para aprender. Viva a mudança!

  3. VIRULENTO

    MPDER está desesperado a cada dia que chegue o fim da campanha eleitoral, começando com violência, provocações, insultos e injurias aos vizinhos, pessoas a circularem na rua que não pertence ao MPD e aos outros partidos menores. Quanto a descolagem e queima de cartazes nas lixeiras nem falaremos com os guardas municipais (policias?) em plena noite a fazer esse tipo de trabalho sujo descaradamente. Haja paciência para que no dia 20 de março seja eleita a Dra Janira Hopffer Almada Primeira Ministra para que MPDER desapareça de vez da senda politica caboverdiana.VIVA PAICV!!!

  4. DiPraia

    Perguntem ao FILU quem compra votos!

  5. Jocelina

    Sinceramente um sinal muito claro de desespero do PAICV que quer perpetuar no poder para sempre e sente que o povo de SV quer mudança.
    O que o João do Carmo e o seu partido não aceita é o facto de o MPD estar a fazer uma campanha alegre, dinamica, jovem e sobretudo amiga do ambiente!!! Não colamos cartazes porque precisamos preservar a imagem e ambiente da nossa cidade e isso esta a acontecer em todos os lugares de Cabo Verde e não somente em SV, daí que essa da lista não cola. Alias, falar da lista é uma vergonha para eles, sem mencionar nomes penso que os sanvicentinos sabem do que estou a falamos ou querem que eu diga???? A nossa campanha é sustentavel meu caro, amiga do ambiente e é por isso que usamos papel em vez de plastico mas infelizmente voçês não tiveram essa lucidez na vossa definição estrategica!!!!! Sem djobi pa lado!!!

  6. Leonildo

    Simplesmente hilariante!

    Quem compra votos é o paicv, foi sempre assim.
    Queres o exemplo de compra/fraude através do controlo de mesas de votos, onde tu, joão do carmo e o franklim entregam 50% ( 300 ou 400 contos conforme o caso) a cada lider de zona para garantirem maioria na respectiva mesa. Caso tenham sucessos, vão depois pessoalmente e em dinheiro vivo ( cash) entregar os outros 50%. Tenham vergonha porque isto é uma coisa que vos vai perseguir sempre. Nunca hão de dormir descansado.

  7. Equipa Fraca? deixa-me rir, AHAHAHAH
    forte és tu? ( devias explicar porque foste corrido da fábrica de tabacos).
    forte é nelita que vive na Praia, o corrupto do inocêncio, a vanda bipolar, a polibel, …enfim! um equipa de 3ª divisão e gente que nada tem a dar S. Vicente.

  8. Joana Inês Sá

    Interessante, Quem infelizmente nos habituou à compra de votos e de consciências com cimento, ferrinhos e dinheiros foi e tem sido os amarelos. Vejam-se os casos do Fogo, das comunidades emigradas de São Tomé e Príncipe, do interior da ilha de Santiago. Até tivemos um PR eleito com batota confirmada e julgada em tribunal. Portanto esta saída agora soa-me a disfarce e a mau perdedor…

  9. Lenita

    AS 10 MENTIRAS DO PAICV EM 2011
    Ilha
    S. Antão – Aeroporto
    Porto de águas profundas
    Santa Luzia- Parque natural
    Sal – Escola de Turismo
    Boavista- Escola secundária/liceu
    Maio – Porto ro-ro
    Santiago- Estrada Tarrafal
    Fogo- Universidade
    Brava – Helicóptero

  10. Lenita

    S. Vicente – Porto de Águas profundas, Terminal de cruzeiros, asfaltagem das estradas de Baía e Calhau,…etc.

  11. Tavares

    E uma vergonha isso de dizer que MPD anda a gastar dinheiro,Ele nao tem conciencia o que Filizberto Viera disse a quando da escolha do Presidente do seu partido

  12. Manuel M. Fernandes

    A derrota do Paicv não será só a nivel local. Tem dimensão nacional. E resulta não da incapacidade do Manuel Inocêncio e o João do Carmo em não ter uma leitura da realidade socióligica de SV em particular, mas sim pela estratégia errada nacional posto a funcionar. O MAIS DO MESMO depois de 15 anos de governação que pariu um País de desempregados, uma criminalidade que na Praia já não se saíe a rua de noite a partir de certas horas e uma dívida tamanho do Monte Cara….aceitar surfar nesta onda só podia ser um masoquista.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.