IFH afirma que sempre respeitará as instituições e acata a decisão da CNE

14/03/2016 07:55 - Modificado em 14/03/2016 07:55

paulo-ifhA Comissão Nacional de Eleições (CNE) decidiu por unanimidade dos membros pela suspensão da cerimónia de pré-selecção dos beneficiários dos apartamentos do Programa “Casa para Todos” que deveria ser realizada no dia 11 de Março pela Imobiliária Fundiária e Habitat (IFH). Esta, por sua vez, acata prontamente a decisão e justifica que será sempre uma empresa que respeitará as instituições da Nação.

“Estando a menos de 10 dias das eleições e levando em consideração que a IFH é uma empresa pública e, por conseguinte, sujeita aos deveres da neutralidade e imparcialidade  perante as diversas candidaturas, por força do disposto do artigo 97º do Código Eleitoral, a CNE determina que a empresa suste imediatamente a realização do sorteio”, diz a deliberação da CNE, de acordo com a Inforpress. A Comissão Nacional de Eleições acrescenta ainda que a IFH deve retirar todos os anúncios que publicitam a realização do  referido sorteio sob pena de incorrer na prática de um tipificado crime eleitoral nos termos do artigo 290º do Código Eleitoral.

A empresa imobiliária responsável pelo programa, IFH, acatou prontamente o despacho da CNE e através do seu site diz que “como instituição idónea responsável e que sempre respeitou e continuará a respeitar as instituições da Nação, acatou de imediato a decisão, pelo que ficam suspensos todos os actos de pré-selecção até à data em que haja condições para tal”.

Estas decisões foram resultado da denúncia do partido do Movimento para a Democracia, tendo a CNE avaliado a situação e os membros decidiram unanimemente pela suspensão da realização da cerimónia de pré-selecção dos beneficiários do Programa “Casa para Todos”. A deliberação foi assinada por todos os membros e foi tomada depois de ouvidos os assessores e os partidos políticos.

  1. ATENTO

    PORQUÊ ANUNCIOU O ACTO QUANDO SABIA QUE ERA PROIBIDO POR LEI?

  2. paicevista

    Salvo o devido respeito, na minha modesta opinião acho que o Sr. está a vender o seu peixe, senão vejamos: se os que lançam a 1ª pedra e cortam a fita deste programa, estão em plena campanha eleitoral, e mais, os que já receberam as chaves estão vestidos de camisola amarela, no porta a porta do partido, fazendo sua parte é claro, não lhes tiro a razão, na medida em que têm que agradecerem. O senhor não acha tudo isso muito pesado e, mesmo assim a 9 dias da eleição vem com tudo isso? muita cara de pau, meu amigo. Bô é abusado!

  3. Manuel M. Fernandes

    Quem esteve em S. Vicente, vestido de amarelo com estrela negra ao peito e na equipa de campanha do Paicv, sabia perfeitamente a dimensão política dessa iniciativa. Lamentàvelmente, para mim não foi nenhuma surpresa.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.