João do Carmo: “MpD bloqueou sorteio ‘Casa Para Todos’ para dar as casas aos seus amigos se ganhar as eleições”

14/03/2016 07:50 - Modificado em 14/03/2016 07:50

JoaodoCarmoO PAICV de São Vicente insurge-se contra a postura do MpD por se ter posicionado contra o sorteio do IFH para a entrega de moradias do projecto “Casa Para Todos”, sorteio que foi suspenso pela CNE. Em Monte Sossego, provavelmente o comício com mais adesão, o PAICV, através do candidato a deputado e secretário-geral do partido, criticou o MpD de forma aberta, “questionando a tentativa deste partido  em impedir o sorteio”.

“Último facto que aconteceu em Cabo Verde, o MpD impediu que 500 famílias tivessem a sua habitação própria quando o IFH iria apresentar a última selecção para o ‘Casa Para Todos’. O MpD impediu que mais de 500 famílias tivessem habitação própria e condigna. E agora qual será a consequência desse impedimento?

Para João do Carmo, este episódio mostra “que tipo de partido é o MpD”.

Mas o secretário-geral do PAICV vai mais longe expondo um suposto plano do MpD por detrás da tentativa de impedimento de sorteio das moradias.

“É que na lógica do MpD, a ideia é fazer com que depois de ganharem as eleições, destinarem os alojamentos do ‘Casa Para Todos’ exclusivamente para os seus militantes e apoiantes”, acusou João do Carmo.

Por um lado, acusa o MpD e por outro, comenta a relação entre o Governo e as instituições do Estado. Para Carmo, o Governo não tem nenhuma interferência nas intuições do Estado e todas funcionam livremente e “o IFH estava a fazer o seu trabalho livremente e com transparência”.

“Se o MpD tiver poder nas mãos pode ser um perigo para Cabo Verde. Não tenho nenhum problema que se o MpD estiver no poder é um privilégio para os seus principais dirigentes e militantes, e Cabo Verde para o MpD não é de todos as pessoas

Para João do Carmo é o povo quem decide se realmente quinze anos de governação são ou não, muito tempo. E chama a atenção às pessoas para as eleições porque “escolhas erradas só podem ser mudadas depois de cinco ano e poderá ser tarde”, como afirma João do Carmo.

  1. Francisco

    A lei é clara: É proíbida inaugurações ou actividades que visam promover os partidos ou influenciar as pessoas na época eleitoral. Estranho que o governo teve tempo que sobra para fazer este sorteio muito antes da época eleitoral, e agora vem fazer de vítima.

  2. Soncent

    Bá ptá otes gente cinza na oi. Incompetente e grande manhento. Fora!

  3. maria

    então sente que vai perder as eleições?

  4. SOU DA PRAIA

    MAIS UMA PROVA PARA NÃO SE CONFIAR NOS 2 MAIORES PARTIDOS (PAICV E MPD). Desde sempre os sorteios foram “SORTEIOS FANTASMAS” para beneficiar os militantes e amigos do PAICV. Agora aparece o João do Carmo a dizer que se o MPD ganhar as eleições, as casas são exclusivamente para os militantes e apoiantes deste Partido. João, isto é também nepotismo praticado sempre por pessoas do PAICV e do MPD. VOCÊS SÃO FARINHA DO MESMO SACO ARMADOS EM PESSOAS DE BEM.

  5. Jorge

    Que coisa ridícula de se dizer, pa! Com que então casa para todos é do PAICV ou é de todos nós que vamos pagar cada centavo? Deixa de dizer disparates porque nós ja somos crescidinhos.

  6. Silvério Marques

    Um candidato a deputado que desconhece as leis da República. O Código Eleitoral é claríssimo. Por outro lado, o PAICV tem um representante nas plenárias da CNE, justamente, para observar o cumprimento da lei nas decisões. Na política não vale tudo. Admito que um candidato do PSD não saiba da forma como funciona a CNE, mas o secretário geral do PAICV ? difícil de acreditar.

  7. Julio Goto

    … esse Joao de politico nada tem .

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.