PAICV: Janira pede confiança da população da Ribeira de Craquinha

10/03/2016 07:42 - Modificado em 10/03/2016 07:42
| Comentários fechados em PAICV: Janira pede confiança da população da Ribeira de Craquinha

A líder do PAICV, Janira Hopffer Almada, esteve mais uma vez em São Vicente em actividades de campanha. Depois de ter visitado mercados e encontrado as mulheres no início da semana, esta quarta-feira esteve em contacto com a população da Ribeira de Craquinha. Em cada contacto pedia a confiança das pessoas para que possa continuar “a mudar Cabo Verde”.

A música da campanha do partido em São Vicente tem sido “Ariah” de Jennifer Solidade onde se canta “São Vicente é especial”. E como tem afirmado ao eleitorado mindelense, o PAICV pretende dar “uma atenção que São Vicente nunca teve. Não que nunca teve atenção, mas quero dar mais e fazer de tudo caso me escolherem como Primeira-ministra”. No entanto, revela que, enquanto parte do executivo governamental, sentiu uma atenção especial por São Vicente.

Dos contactos efectuados diz sentir uma confiança, muita esperança e uma grande afectividade da população sãovicentina.

Janira Hopffer Almada foi responsável pelas pastas do emprego e da juventude. Um dos pontos fortes da sua campanha é a criação de empregos, quinze a vinte mil por ano. E uma das críticas é o facto ter sido Ministra dessas pastas e o facto de ter aumentado o número de desempregados.

Para Janira, a criação dos postos de trabalho, segundo a sua plataforma, é algo realista. “A governação do PAICV criou de 2001 a 2009 cerca de cento e quatro mil postos de trabalho, uma média de onze a doze mil por ano e, numa altura em que o País não estava infra-estruturado e antes do impacte da crise económica internacional. Agora que a crise está a recuar e temos países a retomar a sua economia, temos condições sim, para gerar todos os postos de trabalho que tenho falado”.

Concretamente para São Vicente, Janira prevê cerca de quinze mil postos de trabalho. “Não estou falando de coisas que vou fazer mas de projectos que já tiveram financiamento”. E muitos destes postos, como avança, serão gerados pela dinâmica da economia do mar.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.