António Monteiro :” , “o povo não é bola de futebol nem bola de meia “

6/03/2016 14:41 - Modificado em 6/03/2016 14:41
| Comentários fechados em António Monteiro :” , “o povo não é bola de futebol nem bola de meia “

Antonio-MonteiroO líder da UCID, António Monteiro, esteve este sábado na zona de Fonte Francês, zona onde cresceu e brincou durante a infância e juventude. Foi num clima de muita festa que os moradores acolheram o candidato, “mnin de Fonte Francês” que preferiu entrar pelo meio do povo no meio de uma grande luz e aplausos. Apelando ao voto e desafiando dos presentes a escolherem “um partido que nunca magoou e nunca vai magoar os cabo-verdianos”, Monteiro considerou que a melhor escolha é votar na UCID “um partido com alma e coração para fazer política”.

O candidato da UCID iniciou o seu discurso pedindo desculpas pelo facto de não ter realizado o comício de abertura na zona que para o candidato “é extremamente importante”, pois encontrava-se na cidade da Praia em debates.
Eufórico com a vitória do seu clube de futebol, o candidato que também é benfiquista dirigiu ainda aos presentes pedindo desculpas pelo atraso, pois ”entre futebol e política o povo prefere o futebol”.
Esquecendo do futebol e falando daquilo que é importante para o desenvolvimento do país, Monteiro afirma que “a vida dessas gentes não está bem, está cheia de grandes problemas, um mar de dificuldades, porque o Governo lhe virou as costas”.
E mostrando a situação actual do país, evidenciado o nível de desemprego, ausência de crescimento da economia, divida pública, pela incapacidade do Governo para gerar riqueza, Monteiro apresentou as propostas do partido para resolver os problemas do país e de São Vicente.
Promessas
Apresentando os aspectos da Plataforma eleitoral, Monteiro acredita que é preciso trabalhar para fazer crescer a economia, criando condições aos empresários para se desenvolverem e avançarem nos seus negócios contribuindo assim para o aumento de emprego.
A UCID propõe ainda energia e água mais baratas acreditando que a criação de uma empresa logística de combustível resolvíeis o problema da Electra poupando um valor de 600 mil contos por ano e assim conseguir vender energia e água a um custo menor aos consumidores.

Segundo Monteiro, “o povo não é bola de futebol ,nem bola de meia, pois de promessas estamos todos fartos, precisamos fazer as coisas acontecerem” e por isso é preciso apostar nas pessoas que lutam realmente para defender interesses do país.
Apelando ao voto, Monteiro desafia os presentes a encorajar o seu partido dando oportunidade de estar bem representado no parlamento com capacidade politica e forte para servir o povo. “Queremos o vosso voto porque é fundamental para ajudar a resolver os problemas” e para ser o primeiro-ministro de Cabo Verde é preciso a força dos eleitores.
E porque “o dinheiro não fale mais que a inteligência, nem a propaganda politica mais do que o conhecimento e coração e a consciência” o líder da UCID desafia os eleitores a fazerem escolha acertada. Um partido que nunca magoou e nunca vai magoar os cabo-verdianos, um partido com alma e coração para fazer política.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.